Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Jovem que teve testa tatuada é preso por furto

 Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Rapaz, hoje maior, teria tentado levar desodorante de um supermercado


Junior Carvalho

26/03/2018 | 07:00


Ruan Rocha, 18 anos, que teve a testa tatuada com a frase ‘eu sou ladrão e vacilão’, em junho do ano passado, foi preso em flagrante no sábado por suspeita de furto de desodorante em supermercado de Mairiporã, na Grande São Paulo. Há nove meses ele está internado em uma clínica de reabilitação da cidade, desde que foi vítima de tortura em suposto episódio de tentativa de roubo de bicicleta, em São Bernardo.

O novo caso teria ocorrido quando o jovem, que completou a maioridade neste mês, deixou a clínica e foi ao centro da cidade. Rocha foi levado para a delegacia de Mairiporã, onde o caso foi registrado, mas foi solto após o pagamento de fiança, no valor de R$ 1.000, pelos diretores da clínica, segundo a assessoria de imprensa da casa.

Ainda de acordo com o centro de reabilitação para dependentes químicos onde o rapaz está sendo assistido, a fase de tratamento do jovem é de ressocialização, e já permite que ele possa entrar e sair do local sem a necessidade de monitoramento. Funcionários da clínica disseram que o adolescente trabalha no local e que teve “lapso de recaída”.

Procurados pelo Diário, familiares do rapaz, que moram no Grande ABC, não quiseram se manifestar. Também de acordo com a clínica, o jovem retornou para o centro e responderá em liberdade.

Em junho de 2017, Rocha, então menor de idade, teve a testa marcada pelo tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 28, e pelo pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 30, que o acusavam de tentar roubar uma bicicleta – episódio que ele diz não se lembrar por estar sob efeito de drogas. A dupla filmou o momento em que tatuaram a testa do garoto e as imagens se espalharam pelas redes sociais.

No mês passado, Reis e Araújo foram condenados pelos crimes de lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal e estão presos na Penitenciária de Tremembé, no Interior. O jovem, por sua vez, passa por sessões para remoção da tatuagem, por meio de laser. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;