Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

INDUSTRIALIZAÇÃO: Nossa história passa pelo bairro de Pinheiros


Ademir Medici

26/03/2018 | 07:00


Uma excelente fonte de pesquisa sobre a história da industrialização brasileira, como um todo, e do Grande ABC, em particular, é o Centro de Memória Bunge.

Do Grande ABC, o Centro de Memória Bunge reúne informações de empresas como a Coral, Quimbrasil, IAP e Moinho Santista (uma das razões sociais da pioneira Ipiranguinha, de Santo André), e produtos como a margarina Delícia, o óleo Salada e a farinha de trigo Sol, presentes há décadas nos lares nacionais.

Um dos capitães da indústria paulista, comendador João Ugliengo, com passagem marcante por Ribeirão Pires, possui ótimos registros neste espaço que faz e cultiva memória.

O Centro de Memória Bunge foi criado em 1994 para resgatar, tratar e disponibilizar o patrimônio histórico da Bunge Brasil. Reúne milhares de documentos que contam a história da indústria e do agronegócio brasileiros a partir da história da Bunge. É, ainda, um verdadeiro ecomuseu.

No mundo, a Bunge tem uma história de 200 anos. Foi criada na Holanda, em 1818, por um negociante de origem alemã, Johannpeter G. Bunge, para comercializar produtos importados das colônias holandesas e grãos. Sua sede mundial, desde 1859, fica na Bélgica. A Bunge chega ao Brasil em 1905.

ACERVO
Visitamos o Centro de Memória Bunge na semana passada. Fica no bairro de Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo. Possui um corpo de historiadores e profissionais que realizam um trabalho brilhante. Mais importante ainda: o Centro de Memória Bunge se coloca à disposição de todos, pesquisadores acadêmicos ou não, os que se interessam por este tema tão caro também ao Grande ABC: a evolução industrial.

Evolução industrial e social, de formação humana. Ao lado de tantas marcas e da mais avançada tecnologia estão os colaboradores que levam adiante um projeto econômico e de trabalho, como as costureiras que teciam os sacos de embalagem da farinha de trigo, de uma foto que desde o nosso contato preliminar com o Centro de Memória Bunge tornou-se a favorita desta página Memória.

BRASIL
Bunge alimentos conta com mais de 20 mil empregados no Brasil. Trabalha com 100 instalações, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição e silos em 17 Estados e no Distrito Federal.

Fundação Bunge
Centro de Memória
Rua Diogo Moreira, 184 – quinto andar – Pinheiros, São Paulo (SP)
www.fundaçãobunge.org.br
Telefone: 3914-0846

Diário há 30 anos

Sábado, 26 de março de 1988 – ano 30, edição 6711
Manchete – Só agora (o presidente) Sarney diz ter diretrizes para governar
Preços – Quem poderá comprar peixe na Semana Santa? Em um ano aumentos chegam a 900%. Reportagem: Ivanilde Sitta.
Educação – Chopin Tavares de Lima, secretário da Educação do Estado, conhece a realidade da Educação no Grande ABC: caótica.
Prefeito Walter Braido, de São Caetano, ao receber o secretário, recusa-se a assinar contrato de municipalização da merenda escolar.
Santo André – Prefeitura abre concorrência pública para obras de canalização de parte do Córrego do Cemitério.
Memória – Bertoldo, oleiros em Ribeirão Pires.

Em 26 de março de...

1918 – O corretor comercial Francisco Leão Netto transfere residência de Santo André para São Paulo.
A guerra. Do noticiário do Estadão: a grande batalha na frente ocidental.
Os franceses resistem, mas cedem terreno palmo a palmo.
Os alemães lançam mais de 1.000 obuses (projéteis) sobre Reims.

Hoje

Dia do Cacau
Dia do Mercosul
Dia Estadual da Matemática (lei 14.401, de 12-4-2011)

Santos do dia

Bráulio (Espanha: 585-651). Bispo de Saragoça. Promoveu a cultura, incentivou os estudos e formou bibliotecas.
Ludgero (Frísia, Holanda - Müster, Alemanha 809). Foi o primeiro bispo de Münster

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 26 de março:
Em São Paulo, Barueri (elevado a município em 1949), Poá (1949), Terra Roxa (1949), Santo Antonio do Jardim (1954), Carapicuíba (1964), Capela do Alto (1964), Ipuã (1949) e Riolândia (1954);
No Rio Grande do Norte, Antônio Martins, Campo Redondo, Galinhos, Jaçanã, Lagoa de Velhos, Paraná, Ruy Barbosa e Vera Cruz;
No Rio Grande do Sul, Porto Alegre, capital do Estado, fundada em 26-3-1772, Lindolfo Collor, Mariana Pimentel e Xangri-lá;
No Ceará, Martinópole e Uruoca;
No Paraná, Reserva;
No Maranhão, Santa Luzia;
Na Bahia, Itaberaba e Santa Rita de Cássia. (Fonte: IBGE) 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;