Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Outono terá menos chuva e temperaturas amenas

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grande ABC teve o verão mais seco dos últimos 15 anos; nova estação chega às 13h15


Juliana Stern
Especial para o Diário

20/03/2018 | 07:00


 O Hemisfério Sul entra oficialmente no outono hoje, às 13h15, estação transitória entre verão e inverno. Para aqueles que preferem temperaturas mais amenas, trata-se do início da melhor época do ano. Até junho, os termômetros deverão baixar gradativamente e as chuvas tendem a ficar mais escassas, segundo estimativas fornecidas pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

O equinócio de outono significa que teremos a mesma quantidade de horas durante o dia e a noite – transição entre os dias mais longos do verão, quente e chuvoso; até os dias mais curtos do inverno, frio e seco.

As médias de temperatura na região devem se encaixar na normalidade para esta época do ano. Até o fim de março, a máxima ficará em torno dos 27 °C e a mínima será na casa dos 18 °C. Já no fim da estação, perto do inverno, os termômetros devem marcar máxima de 22 °C e mínima de 12 °C.

Em relação às chuvas, a previsão é de baixa previsibilidade climática sazonal, ou seja, os índices devem apresentar taxas dentro do usual no próximo trimestre, se encaixando na média histórica para o período, de aproximadamente 380 milímetros.

A diminuição natural do período chuvoso segue cenário observado até aqui, com o verão mais seco dos últimos 15 anos na região, assim como uns dos mais quentes desde 1961.

Foram contabilizados 572,3 milímetros de chuva no último trimestre, o que corresponde a 79% da média sazonal, de 721,4 milímetros – o menor volume desde 2003. Já as temperaturas ficaram acima da média histórica de 18,9 °C, atingindo media de 19,7°C, sendo registrado o dia mais quente em 24 de janeiro, com 33,6 °C. O ano mais quente avaliado até então foi 2014, com média de 31,2 °C.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;