Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Chehade ainda acredita em candidatura neste ano

Secretário de Esportes ficou no governo após vencer prazo dado pelo prefeito Paulo Serra


Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

13/03/2018 | 07:00


O secretário de Esportes de Santo André e vereador licenciado, Marcelo Chehade (PSDB), acredita que pode ser candidato neste ano, mesmo após ter passado o prazo estipulado pelo prefeito Paulo Serra (PSDB) para que os integrantes do governo deixassem o Executivo para o projeto eleitoral.

Na visão do tucano, a decisão de ser ou não candidato depende da legenda. “Sou soldado do partido e ainda vejo condições favoráveis a uma candidatura. O prefeito Paulo Serra me chamou e disse que gosta do trabalho e das atividades que têm sido desenvolvidos. Mas não descartamos porque o partido pode precisar”. Para disputar o pleito deste ano, ele precisará se desincompatibilizar do cargo até 7 de abril.

No cálculo de Chehade, a candidatura do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ao Palácio do Bandeirantes e a consequente posse de Bruno Covas (PSDB) como chefe do Executivo da Capital podem abrir espaço para outras candidaturas, como a sua própria. O parlamentar foi candidato a deputado federal em 2010, quando somou 12.137 votos.

Até o momento, o PSDB andreense trabalha com a possível candidatura do vereador Professor Minhoca, que deve sair para estadual. Nas últimas semanas, por outro lado, grupos do tucanato levaram ao prefeito Paulo Serra proposta para que a primeira-dama e gestora do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Barreto Serra, seja lançada como candidata a deputada estadual no pleito de outubro.

Os tucanos já iniciaram processo de convencimento do chefe do Executivo. Segundo o bloco, Ana Carolina demonstrou boa oratória, além de ter no currículo atuações destacadas por órgãos como a OAB.

Outro secretário que ainda analisa uma possível candidatura é o titular de Habitação, Fernando Marangoni (DEM). Na visão dele, a decisão de lançar candidatura ainda depende de conversa entre seu partido e o governo tucano para que seja decidido o projeto.

Apenas dois nomes deixaram o primeiro escalão dentro do prazo estipulado por Paulo Serra: Ailton Lima (sem partido), que estava em Desenvolvimento Econômico, e Edson Sardano (PTB), ex-titular da Pasta de Segurança. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;