Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Ovos de Páscoa variam até 125% em mercados da região

Em pesquisa feita pelo Diário, mesmo chocolate pode ser encontrado por R$ 19,99 e R$ 44,98


Flavia Kurotori
especial para o Diário

09/03/2018 | 07:04


A pouco mais de três semanas da Páscoa, celebrada em 1º de abril, a equipe do Diário percorreu seis supermercados no Grande ABC a fim de comparar os preços dos ovos dispostos nas parreiras dos estabelecimentos. A diferença entre os preços de ovos de chocolate chega a até 125%.

É o caso do Tortuguita (Arcor), de 100 gramas, cuja diferença de valor chega a R$ 24,99. O menor preço do modelo encontrado foi na Coop, onde o produto estava na promoção e saía por R$ 19,99 – veja mais na arte abaixo. Os modelos temáticos, com brinquedos, apresentam as maiores oscilações.

A equipe do Diário fez o levantamento em cinco redes na região nesta semana – Nagumo (Vila Alzira), Carrefour (Vila Homero Thon), Coop (Perimetral), Extra (Centro) e Chocolândia, em Santo André, e Sonda, em São Bernardo – e verificou o valor de 16 opções de ovos.

O segundo produto com maior oscilação foi o Serenata de Amor, de 190 gramas (Garoto), sendo o maior preço R$ 41,99 e, o menor, R$ 26,60, diferença de R$ 15,39 (57,85%). Em seguida, o infantil Princesas Disney, de 150 gramas (Nestlé), é encontrado entre R$ 38,10 e R$ 53,99 – R$ 15,89 (41,7%) mais caro.

Outro ponto a ser considerado pelo consumidor é o custo-benefício. Para se ter ideia, ovo do Hot Wheels, de 170 gramas (Lacta), é confeccionado com chocolate ao leite, acompanha brinquedo e custa, em média, R$ 43,77. Em contrapartida, o ovo Lacta ao Leite, de 183 gramas, feito do mesmo chocolate, custa R$ 27,17 – 37,92% ou R$ 16,60 mais em conta, além ser 7,64% maior.

O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) lembra que ovos de Páscoa com personagens ou brindes caracterizam publicidade infantil, o que é proibido pela legislação, pois abusa da deficiência de julgamento e experiência das crianças. Ainda, caso a empresa não ofereça a opção de comprar o chocolate e o brinquedo separadamente, a ação é caracterizada como ‘venda casada’, também proibida por lei.

No momento da compra, a entidade orienta que a melhor forma de poupar é comparar preços, visto que o comércio é livre em relação à prática de preços. Também é preciso ter atenção nas promoções, que nem sempre oferecem valores vantajosos e levam à compra por impulso.

ANO A ANO
Vale lembrar que, em 2017, a maior variação encontrada foi de 43,17%, do ovo Ferrero Rocher, de 225 gramas (Ferrero). À época, o mais barato custava R$ 46,79 e, o mais caro, R$ 66,99, com diferença de R$ 20,20. Neste ano, o mesmo chocolate oscila 34,95%, sendo vendido entre R$ 56,98 e R$ 76,90, oscilando R$ 19,92.

É possível observar que, mesmo considerando os menores valores pesquisados, houve aumento acima da inflação no preço cobrado. Na comparação interanual, houve aumento de 21,77%, enquanto que a inflação encerrou 2017 em 2,95%. No entanto, conforme publicado pelo Diário em janeiro, os fabricantes haviam informado, durante a feira da Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), que o aumento seria proporcional ao índice.

Há dois anos, o líder da maior variação foi o ovo do Ben 10, de 170 gramas (Lacta), uma vez que era possível adquirí-lo entre R$ 25,99 e R$ 45,90 – custo 76,6% maior. Embora em 2018 não haja opção com o mesmo personagem, a marca dispõe da versão Hot Wheels, também de 170 gramas, diferença de 15,01%, comercializado entre R$ 39,99 e R$ 45,98.

Ao mesmo tempo, em 2015, o campeão de oscilação foi o Talento, de 375 gramas (Garoto), comprado a partir de R$ 29,90 e chegando a R$ 39,98 – 33,71% a mais. Atualmente, a versão feita de chocolate meio-amargo está menor, com 350 gramas, e é encontrado entre R$ 38,10 e R$ 53,99 – diferença de 28,32%. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;