Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

MGMT volta à ativa e lança álbum depois de cinco anos


da Redação

13/02/2018 | 07:28


Depois de cinco anos sem lançar um único álbum, MGMT volta à ativa com o novo disco Little Dark Age, lançado no último sábado, juntamente com o videoclipe da faixa Me and Michael.
A banda, formada por Andrew VanWyngarden e Ben Goldwasser, sempre apresenta ao público músicas que não se encaixam em um único gênero, variando entre indietronica e neopsicodélica. Esse fato comprova que MGMT é um dos nomes mais fortes da música alternativa.  
O ritmo pode não agradar a todos, visto que não existe uma singularidade de melodias em suas composições. Em algumas músicas, é difícil até mesmo compreender o que está sendo dito. Esse estilo é mantido em Little Dark Age, que conta com dez faixas.
Eles, inclusive, já vieram ao Brasil diversas vezes. Em 2008, no Tim Festival, 2012, no Lollapalooza e, em 2014, no Circuito Banco do Brasil, todos em São Paulo.</p>



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

MGMT volta à ativa e lança álbum depois de cinco anos

da Redação

13/02/2018 | 07:28


Depois de cinco anos sem lançar um único álbum, MGMT volta à ativa com o novo disco Little Dark Age, lançado no último sábado, juntamente com o videoclipe da faixa Me and Michael.
A banda, formada por Andrew VanWyngarden e Ben Goldwasser, sempre apresenta ao público músicas que não se encaixam em um único gênero, variando entre indietronica e neopsicodélica. Esse fato comprova que MGMT é um dos nomes mais fortes da música alternativa.  
O ritmo pode não agradar a todos, visto que não existe uma singularidade de melodias em suas composições. Em algumas músicas, é difícil até mesmo compreender o que está sendo dito. Esse estilo é mantido em Little Dark Age, que conta com dez faixas.
Eles, inclusive, já vieram ao Brasil diversas vezes. Em 2008, no Tim Festival, 2012, no Lollapalooza e, em 2014, no Circuito Banco do Brasil, todos em São Paulo.</p>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;