Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Cara, crachá...

Alguns políticos precisam tomar chá de realidade e perceber que a lei que vale para a população ‘comum’ também deve ser cumprida por eles


Do Diário do Grande ABC

06/02/2010 | 00:00


Alguns políticos precisam tomar chá de realidade e perceber que a lei que vale para a população ‘comum' também deve ser cumprida por eles. Quem parece não perceber isso é o vereador de Santo André Luiz Carlos Pinheiro, o Pinheirinho (DEM). O parlamentar tem reclamado constantemente de que não tem tido atendimento preferencial na recepção da Prefeitura de Santo André, para ter acesso ao prédio.

Segundo o ‘demo', funcionários da administração de Aidan Ravin (PTB) - da qual o vereador integra a base - o barraram cinco vezes já na portaria. Como fazem com qualquer cidadão, os recepcionistas pediram que Pinheirinho se identificasse e que informasse com quem iria falar no governo. Em alguns casos, ele recebeu um ‘não', já que quem ele procurava não estava.

Para ele, a postura correta do funcionário público da Prefeitura é uma afronta, já que, por ser vereador, ele deveria ter acesso livre. Mas se todas as pessoas, quando precisam ao Paço, se identificam antes de entrar no local, qual a razão de ser diferente para os políticos?

Venezuela é aqui

Os vereadores de Diadema parecem que não estão muito preocupados com o que anda acontecendo na cidade, como os constantes problemas financeiros por conta de sequestros de receita por ordem judicial e as trocas de cadeiras no governo de Mário Reali (PT).

Na sessão de quinta-feira, os parlamentares ficaram cerca de 20 minutos discutindo iniciativa do tucano José Dourado, que propôs moção de repúdio ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, por conta de atitudes autoritárias, como o fechamento de canais de televisão, segundo o político do PSDB.

Após muita discussão, a moção foi aprovada por 8 votos a 4. A grande questão vem agora: o que mudará em Diadema com essa importante medida da Câmara?

Se livrou

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) absolveu o deputado estadual Alex Manente (PPS-São Bernardo) da denúncia de compra de votos, abuso de poder político e econômico na eleição de 2006, quando assegurou cadeira na Assembleia. O popular-socialista foi acusado de ter pagamentos antes da abertura de conta bancária. Como as contas já haviam sido aprovadas pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral), ele fica mais tranquilo para tentar renovar o mandato em outubro.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;