Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ramalhão busca empate contra o São Bento com gol nos acréscimos

José Jesus Vicente/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Hugo Cabral evita derrota, mas time chega a cinco jogos sem vencer e fica bastante ameaçado


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

03/02/2018 | 07:00


Hugo Cabral salvou o Santo André da derrota contra o São Bento. Ele saiu do banco de reservas e, aos 49 minutos do segundo tempo, decretou o empate por 2 a 2, ontem, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, na abertura da quinta rodada do Campeonato Paulista.

Apesar de comemorado, o resultado manteve o Santo André ameaçado. Com quatro pontos e ainda sem vencer, é o 12º colocado no geral e pode entrar na zona de rebaixamento no fechamento da rodada. Em compensação, passou o São Caetano no Grupo B e agora é o terceiro, empatado com o São Paulo – perde nos critérios. O São Bento, com oito, é vice-líder da Chave C.

Para piorar a situação da equipe andreense, o próximo compromisso é contra o Corinthians, sexta-feira, às 19h, no Estádio Bruno Daniel.
Com Jonathan Bocão na vaga de Foguete e Tinga na de Hugo Cabral, o time ganhou mais consistência e resolveu o problema de marcação pelo lado direito, mas perdeu intensidade na saída para o contra-ataque.

O São Bento foi melhor na primeira etapa, teve pênalti não marcado no início da partida e soube controlar o jogo. Abriu o placar em grande jogada de Régis Souza, aos 35. O lateral-direito aproveitou buraco deixado por Paulo, passou como quis por Suéliton e tirou de Neneca.
Sérgio Soares percebeu a falta de combatividade de Paulo e voltou com Lorran para o segundo tempo. O lateral-esquerdo, ex-Vasco, resolveu o problema e formou boa dupla com Walterson. Foi justamente o atacante, ex-São Bernardo, quem empatou, aos 16, em lindo chute.

Quando o Santo André estava próximo de virar e tinha colocado bola na trave com o zagueiro Suéliton, Jonathan Bocão cometeu pênalti infantil ao colocar as mãos na bola. Marcelo Cordeiro bateu, aos 34, e recolocou o São Bento à frente.

Na sequência, o Santo André também teve pênalti não assinalado e conquistou o empate na base do tudo ou nada. Aos 49, Lincom escorou para Hugo Cabral fuzilar, sem chance a Henal. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;