Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Horário de verão: economia de energia

Com o fim do horário de verão, no dia 17, a utilização de lâmpadas aumenta, ampliando o gasto energético e, consequentemente, o peso da conta de luz


Dgabc

11/02/2013 | 00:00


Artigo

Com o fim do horário de verão, no dia 17, a utilização de lâmpadas aumenta, ampliando o gasto energético e, consequentemente, o peso da conta de luz no bolso do consumidor. A medida é importante para conscientizar a todos, mas há métodos simples que devem ser executados para gerar economia durante todo o ano, mesmo após o governo federal anunciar corte de 18% na tarifa de energia das residências.

Boa opção para seguir economizando é a utilização de fontes de luz mais eficientes. Exemplo prático é fazer a troca de lâmpadas incandescentes de 60 W por fluorescentes compactas equivalentes, de 15 W. Realizar essa mudança em uma residência de dois quartos gera, em um ano, economia de aproximadamente R$ 230, de acordo com estatísticas do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Além disso, pintar o teto e as paredes internas com cores claras, que refletem melhor a luz, também diminui a necessidade de utilizar diversos pontos de luz nos cômodos.

Há ainda outras atitudes simples que podemos adotar, como evitar o uso de aparelhos elétricos durante o horário de pico (das 18h às 21h) e desligar equipamentos da tomada quando não utilizados. Isso porque, o modo stand by é responsável pelo desperdício de energia que pode representar 12% do consumo doméstico. Por estar conectado na tomada, significa que há corrente elétrica passando pelo circuito do aparelho e alimentando a iluminação do mostrador ou relógio digital. Portanto, a dica é fácil: somente deixem ligados aqueles eletroeletrônicos que são utilizados com mais frequência e, se for viajar, desligue a chave geral.

Na hora da compra, é importante saber quais produtos possuem melhores níveis de eficiência energética. Por isso, é recomendável verificar se o aparelho possui a Ence (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia), que classifica a eficiência energética dos equipamentos em sete categorias, de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). Ter atenção a essa medida pode colaborar com a economia durante o ano inteiro.

Portanto, adotar atitudes como essas fará com que no fim do mês a conta de luz seja mais baixa e, principalmente, que no próximo ano o horário de verão seja apenas mais uma ferramenta, dentre tantas a auxiliar na economia energética.

Cláudia Antonelli é formada em Arquitetura e Urbanismo com especialização em Marketing.

Palavra do leitor

Parque Central
A Prefeitura de Santo André, supostamente através do setor de parques e jardins, está promovendo a costumeira limpeza dos jardins do Parque Central, bem como da avenida que dá acesso àquela área. Acontece que os servidores que executam a tarefa, provavelmente, não são assessorados por encarregado com conhecimento técnico da função e, pior, destituído de qualquer virtude de bom-senso. É que grande quantidade do mato resultante da limpeza é, invariavelmente, acumulada nos locais mais impróprios e inadequados como, por exemplo, os destinados à circulação de pedestres e até mesmo sobre os próprios jardins, ali permanecendo por vários dias, semanas ou até meses. Desta feita, o que mais incomoda os habitués do local é o acúmulo desses detritos exatamente sobre a rampa de acesso ao estacionamento defronte ao parque. Mudou o comando político do município, mas o descaso e o desrespeito com a população permanecem!
Sérgio Fernandes
Santo André

Resposta
Em resposta à carta do leitor José Roberto Tonetti (Às escuras, dia 7), a Prefeitura de Santo André, por meio do Departamento de Manutenção e Obras, informa que assinou contrato emergencial para sanar problemas com a iluminação pública. Atualmente há dez equipes atuando na solução dos 6.000 pontos apagados no município. Esse número será ampliado para 12 equipes trabalhando diariamente. Já foram restabelecidos 250 circuitos e trocadas cerca de 800 lâmpadas. A administração disponibiliza call center 24 horas - 0800-7742100 -, para relatos de problemas com iluminação. O atendimento ocorre em 72 horas, desde que não haja furto de cabos.
Prefeitura de Santo André

Trânsito
É uma pena que pessoas sem o mínimo de conhecimento de trânsito insistam em ocupar esta coluna com futilidades. Em Santo André não existem marronzinhos, e sim agentes de trânsito, que trabalham sério as 24 horas, principalmente ajudando motoristas com veículos quebrados e atendendo acidentes, muitos à noite, causados pelos que insistem em burlar leis de trânsito e também algumas leis da física. Se o agente fica escondido atrás das árvores, como conseguem ser vistos pelos infratores? Parem com essa demagogia, respeitem as leis e tenham respeito e educação com nossos agentes de trânsito. É o mínimo que eles merecem.
Flávio Giroldo
Santo André

Jeitinho
Muitas vezes é preciso ocorrerem grandes catástrofes para que a gente perceba que o jeitinho brasileiro torna nosso País desacreditado. Acaba ficando claro que tudo pode. O interesse pessoal sempre está acima do coletivo. Se cada profissional executasse suas funções corretamente, pois ganha salário para isso, não teríamos tantas transgressões e mortes evitáveis. Basta a gente se perguntar se foi construído sem defeitos, fiscalizado corretamente e liberado com perfeição. A resposta é óbvia. Não! E sabemos que tem muita gente envolvida, que com o tal jeitinho tenta escapar de suas responsabilidades. Deveríamos aprender que tudo que é feito errado a tendência é acabar errado, e muitas vezes com terríveis consequências: vidas humanas.
Ivanir de Lima
São Bernardo

Sem-vaga
Estou há três meses procurando vaga em escola pública estadual para meu filho, 14 anos, que irá cursar a 1º série do Ensino Médio, mas não estou conseguindo! Ele nunca estudou em escola pública, mas, agora, por necessidade, tive de tirá-lo da particular. Meu marido paga impostos altíssimos para quê, se quando a gente precisa de órgão público não somos atendidos? Este governo não constrói escolas para suprir as necessidades da população. As estaduais em São Bernardo estão com as salas superlotadas, colocando alunos menores para estudar à noite. Quando o governador Geraldo Alckmin vai investir na construção de escolas na cidade? As que têm no bairro Assunção já não estão atendendo a demanda de alunos.
Cláudia C. L. dos Anjos
São Bernardo

Office boys?
Edis podadores de árvores? Como são-caetanense, senti vergonha ao ler reportagem neste Diário na qual os vereadores declaram que são portadores de pedidos de poda de árvore, e que nem isso estão conseguindo realizar (Política, dia 8). Começa de forma inglória o atual Legislativo de São Caetano. A meu ver, a função de vereador é outra, muito mais nobre, e nunca para ser usada como office boy de moradores, eleitores ou não.
Humberto Domingos Pastore
São Caetano



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Horário de verão: economia de energia

Com o fim do horário de verão, no dia 17, a utilização de lâmpadas aumenta, ampliando o gasto energético e, consequentemente, o peso da conta de luz

Dgabc

11/02/2013 | 00:00


Artigo

Com o fim do horário de verão, no dia 17, a utilização de lâmpadas aumenta, ampliando o gasto energético e, consequentemente, o peso da conta de luz no bolso do consumidor. A medida é importante para conscientizar a todos, mas há métodos simples que devem ser executados para gerar economia durante todo o ano, mesmo após o governo federal anunciar corte de 18% na tarifa de energia das residências.

Boa opção para seguir economizando é a utilização de fontes de luz mais eficientes. Exemplo prático é fazer a troca de lâmpadas incandescentes de 60 W por fluorescentes compactas equivalentes, de 15 W. Realizar essa mudança em uma residência de dois quartos gera, em um ano, economia de aproximadamente R$ 230, de acordo com estatísticas do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Além disso, pintar o teto e as paredes internas com cores claras, que refletem melhor a luz, também diminui a necessidade de utilizar diversos pontos de luz nos cômodos.

Há ainda outras atitudes simples que podemos adotar, como evitar o uso de aparelhos elétricos durante o horário de pico (das 18h às 21h) e desligar equipamentos da tomada quando não utilizados. Isso porque, o modo stand by é responsável pelo desperdício de energia que pode representar 12% do consumo doméstico. Por estar conectado na tomada, significa que há corrente elétrica passando pelo circuito do aparelho e alimentando a iluminação do mostrador ou relógio digital. Portanto, a dica é fácil: somente deixem ligados aqueles eletroeletrônicos que são utilizados com mais frequência e, se for viajar, desligue a chave geral.

Na hora da compra, é importante saber quais produtos possuem melhores níveis de eficiência energética. Por isso, é recomendável verificar se o aparelho possui a Ence (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia), que classifica a eficiência energética dos equipamentos em sete categorias, de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). Ter atenção a essa medida pode colaborar com a economia durante o ano inteiro.

Portanto, adotar atitudes como essas fará com que no fim do mês a conta de luz seja mais baixa e, principalmente, que no próximo ano o horário de verão seja apenas mais uma ferramenta, dentre tantas a auxiliar na economia energética.

Cláudia Antonelli é formada em Arquitetura e Urbanismo com especialização em Marketing.

Palavra do leitor

Parque Central
A Prefeitura de Santo André, supostamente através do setor de parques e jardins, está promovendo a costumeira limpeza dos jardins do Parque Central, bem como da avenida que dá acesso àquela área. Acontece que os servidores que executam a tarefa, provavelmente, não são assessorados por encarregado com conhecimento técnico da função e, pior, destituído de qualquer virtude de bom-senso. É que grande quantidade do mato resultante da limpeza é, invariavelmente, acumulada nos locais mais impróprios e inadequados como, por exemplo, os destinados à circulação de pedestres e até mesmo sobre os próprios jardins, ali permanecendo por vários dias, semanas ou até meses. Desta feita, o que mais incomoda os habitués do local é o acúmulo desses detritos exatamente sobre a rampa de acesso ao estacionamento defronte ao parque. Mudou o comando político do município, mas o descaso e o desrespeito com a população permanecem!
Sérgio Fernandes
Santo André

Resposta
Em resposta à carta do leitor José Roberto Tonetti (Às escuras, dia 7), a Prefeitura de Santo André, por meio do Departamento de Manutenção e Obras, informa que assinou contrato emergencial para sanar problemas com a iluminação pública. Atualmente há dez equipes atuando na solução dos 6.000 pontos apagados no município. Esse número será ampliado para 12 equipes trabalhando diariamente. Já foram restabelecidos 250 circuitos e trocadas cerca de 800 lâmpadas. A administração disponibiliza call center 24 horas - 0800-7742100 -, para relatos de problemas com iluminação. O atendimento ocorre em 72 horas, desde que não haja furto de cabos.
Prefeitura de Santo André

Trânsito
É uma pena que pessoas sem o mínimo de conhecimento de trânsito insistam em ocupar esta coluna com futilidades. Em Santo André não existem marronzinhos, e sim agentes de trânsito, que trabalham sério as 24 horas, principalmente ajudando motoristas com veículos quebrados e atendendo acidentes, muitos à noite, causados pelos que insistem em burlar leis de trânsito e também algumas leis da física. Se o agente fica escondido atrás das árvores, como conseguem ser vistos pelos infratores? Parem com essa demagogia, respeitem as leis e tenham respeito e educação com nossos agentes de trânsito. É o mínimo que eles merecem.
Flávio Giroldo
Santo André

Jeitinho
Muitas vezes é preciso ocorrerem grandes catástrofes para que a gente perceba que o jeitinho brasileiro torna nosso País desacreditado. Acaba ficando claro que tudo pode. O interesse pessoal sempre está acima do coletivo. Se cada profissional executasse suas funções corretamente, pois ganha salário para isso, não teríamos tantas transgressões e mortes evitáveis. Basta a gente se perguntar se foi construído sem defeitos, fiscalizado corretamente e liberado com perfeição. A resposta é óbvia. Não! E sabemos que tem muita gente envolvida, que com o tal jeitinho tenta escapar de suas responsabilidades. Deveríamos aprender que tudo que é feito errado a tendência é acabar errado, e muitas vezes com terríveis consequências: vidas humanas.
Ivanir de Lima
São Bernardo

Sem-vaga
Estou há três meses procurando vaga em escola pública estadual para meu filho, 14 anos, que irá cursar a 1º série do Ensino Médio, mas não estou conseguindo! Ele nunca estudou em escola pública, mas, agora, por necessidade, tive de tirá-lo da particular. Meu marido paga impostos altíssimos para quê, se quando a gente precisa de órgão público não somos atendidos? Este governo não constrói escolas para suprir as necessidades da população. As estaduais em São Bernardo estão com as salas superlotadas, colocando alunos menores para estudar à noite. Quando o governador Geraldo Alckmin vai investir na construção de escolas na cidade? As que têm no bairro Assunção já não estão atendendo a demanda de alunos.
Cláudia C. L. dos Anjos
São Bernardo

Office boys?
Edis podadores de árvores? Como são-caetanense, senti vergonha ao ler reportagem neste Diário na qual os vereadores declaram que são portadores de pedidos de poda de árvore, e que nem isso estão conseguindo realizar (Política, dia 8). Começa de forma inglória o atual Legislativo de São Caetano. A meu ver, a função de vereador é outra, muito mais nobre, e nunca para ser usada como office boy de moradores, eleitores ou não.
Humberto Domingos Pastore
São Caetano

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;