Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Plugado nos anos 90


Dojival Filho
Do Diário do Grande ABC

23/04/2008 | 07:05


Um retrato instigante e bem-humorado de uma época em que o movimento grunge mudou a cara do rock, as novelas mexicanas conquistaram grande audiência e o Brasil ‘segurou e amarrou o tchan’. Isso é o que oferece o recém-lançado Almanaque Anos 90 – Lembranças e Curiosidades de uma Década Plugada (Agir, 304 págs., R$ 49), do jornalista carioca Silvio Essinger.

Recheado de ótimas imagens de arquivo, o livro reúne curiosidades sobre música, moda, cinema, TV, comportamento e esportes. De acordo com o autor, que iniciou sua carreira profissional nos anos 1990, o desenvolvimento da tecnologia e a rapidez da transmissão de informações foram características marcantes daquele período.

Internet e cultura - Em dez anos, objetos como os discos de vinil e as máquinas de escrever tornaram-se obsoletos e deram lugar aos CDs e a computadores cada vez mais avançados. “A velocidade com que as coisas se processaram se deve, em grande parte, à evolução tecnológica. A internet criou um mundo novo em que, pela primeira vez, o chamado homem comum teve acesso a uma quantidade de informação com a qual ele não conseguia lidar”, explica Essinger.

Ainda segundo o jornalista, a década será lembrada pela miscelânea cultural, que permitia uma confusão entre produções thrash e cult. “Os anos 1990 tornaram irrelevante essa discussão sobre o que é pior e o que é melhor, porque eles se misturam. Você pode colocar o Nirvana ao lado do Padre Marcelo e o Twin Peaks (seriado exibido pela TV Globo) ao lado do quadro Banheira do Gugu (do programa televisivo Domingo Legal, comandado por Gugu Liberato”, afirma o autor.

Curiosidades - Essinger relembra outras particularidades da década em que a Seleção Brasileira de futebol sagrou-se tetracampeã mundial e o País consolidou o regime democrático, após 21 anos de ditadura militar. No cenário musical brasuca, despontaram artistas de estilos tão distintos quanto o mangue beat (ou bit) de Chico Science & Nação Zumbi, o sertanejo de Leonardo, a axé music do É o Tchan e o samba do Só Pra Contrariar.

Na televisão, séries como Família Dinossauro e Os Simpsons, além de desenhos como Pókemon, prendiam a atenção da criançada. O cinema nacional reconquistou o público e, no Exterior, os filmes do norte-americano Quentin Tarantino e do espanhol Pedro Almodóvar dividiam as atenções da crítica especializada.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Plugado nos anos 90

Dojival Filho
Do Diário do Grande ABC

23/04/2008 | 07:05


Um retrato instigante e bem-humorado de uma época em que o movimento grunge mudou a cara do rock, as novelas mexicanas conquistaram grande audiência e o Brasil ‘segurou e amarrou o tchan’. Isso é o que oferece o recém-lançado Almanaque Anos 90 – Lembranças e Curiosidades de uma Década Plugada (Agir, 304 págs., R$ 49), do jornalista carioca Silvio Essinger.

Recheado de ótimas imagens de arquivo, o livro reúne curiosidades sobre música, moda, cinema, TV, comportamento e esportes. De acordo com o autor, que iniciou sua carreira profissional nos anos 1990, o desenvolvimento da tecnologia e a rapidez da transmissão de informações foram características marcantes daquele período.

Internet e cultura - Em dez anos, objetos como os discos de vinil e as máquinas de escrever tornaram-se obsoletos e deram lugar aos CDs e a computadores cada vez mais avançados. “A velocidade com que as coisas se processaram se deve, em grande parte, à evolução tecnológica. A internet criou um mundo novo em que, pela primeira vez, o chamado homem comum teve acesso a uma quantidade de informação com a qual ele não conseguia lidar”, explica Essinger.

Ainda segundo o jornalista, a década será lembrada pela miscelânea cultural, que permitia uma confusão entre produções thrash e cult. “Os anos 1990 tornaram irrelevante essa discussão sobre o que é pior e o que é melhor, porque eles se misturam. Você pode colocar o Nirvana ao lado do Padre Marcelo e o Twin Peaks (seriado exibido pela TV Globo) ao lado do quadro Banheira do Gugu (do programa televisivo Domingo Legal, comandado por Gugu Liberato”, afirma o autor.

Curiosidades - Essinger relembra outras particularidades da década em que a Seleção Brasileira de futebol sagrou-se tetracampeã mundial e o País consolidou o regime democrático, após 21 anos de ditadura militar. No cenário musical brasuca, despontaram artistas de estilos tão distintos quanto o mangue beat (ou bit) de Chico Science & Nação Zumbi, o sertanejo de Leonardo, a axé music do É o Tchan e o samba do Só Pra Contrariar.

Na televisão, séries como Família Dinossauro e Os Simpsons, além de desenhos como Pókemon, prendiam a atenção da criançada. O cinema nacional reconquistou o público e, no Exterior, os filmes do norte-americano Quentin Tarantino e do espanhol Pedro Almodóvar dividiam as atenções da crítica especializada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;