Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Japão exige maior segurança em corretora de criptomoedas após perda milionária



29/01/2018 | 05:39


Reguladores no Japão exigiram hoje que a Coincheck reforce suas medidas de segurança, três dias depois de a corretora de criptomoedas ter revelado que sofreu um ataque de hackers e perdeu o equivalente a US$ 530 milhões em ativos de clientes.

A Agência de Serviços Financeiros, que regula o setor de criptomoedas no país, afirmou que a Coincheck precisa descobrir como se deu a falha que levou à perda milionária e estabelecer um eficaz sistema de gestão de riscos.

Na sexta-feira (26), a Coincheck anunciou o desaparecimento de 523 milhões de unidades da moeda virtual conhecida como NEW após a invasão de seu sistema por hackers. As criptomoedas pertenciam a clientes da corretora e tinham valor aproximado de 58 bilhões de ienes (US$ 530 milhões).

A perda do aparente roubo, se confirmada, provavelmente será a maior nos nove anos de história do bitcoin e de outras moedas digitais.

A Coincheck, que ontem prometeu indenizar os clientes prejudicados, alega ser a maior corretora de bitcoin do Japão em termos de volume.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Japão exige maior segurança em corretora de criptomoedas após perda milionária


29/01/2018 | 05:39


Reguladores no Japão exigiram hoje que a Coincheck reforce suas medidas de segurança, três dias depois de a corretora de criptomoedas ter revelado que sofreu um ataque de hackers e perdeu o equivalente a US$ 530 milhões em ativos de clientes.

A Agência de Serviços Financeiros, que regula o setor de criptomoedas no país, afirmou que a Coincheck precisa descobrir como se deu a falha que levou à perda milionária e estabelecer um eficaz sistema de gestão de riscos.

Na sexta-feira (26), a Coincheck anunciou o desaparecimento de 523 milhões de unidades da moeda virtual conhecida como NEW após a invasão de seu sistema por hackers. As criptomoedas pertenciam a clientes da corretora e tinham valor aproximado de 58 bilhões de ienes (US$ 530 milhões).

A perda do aparente roubo, se confirmada, provavelmente será a maior nos nove anos de história do bitcoin e de outras moedas digitais.

A Coincheck, que ontem prometeu indenizar os clientes prejudicados, alega ser a maior corretora de bitcoin do Japão em termos de volume.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;