Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Vitória de Sarkozy é destaque na imprensa dos EUA


Da AFP

07/05/2007 | 09:04


Os principais jornais dos Estados Unidos dedicaram suas primeiras páginas desta segunda-feira ao presidente eleito da França, Nicolas Sarkozy, com a cobertura da vitória do candidato conservador no segundo turno de domingo.

Apesar do destaque, grandes jornais, como 'New York Times', 'USA Today' e 'Washington Post', não publicaram editoriais sobre a eleição francesa. O último publicou um artigo assinado pelo colunista Jim Hoagland que adverte que o sucesso da campanha eleitoral não garante a Sarkozy uma boa gestão.

"Não esperem que Sarkozy vá imediatamente desmantelar a política externa de Chirac, que tentou colocar a Europa como contrapeso da influência americana no mundo", alerta Hoagland. "Sarkozy gostaria que a França emulasse os Estados Unidos em sua política interna, não a administração Bush no exterior", acrescenta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vitória de Sarkozy é destaque na imprensa dos EUA

Da AFP

07/05/2007 | 09:04


Os principais jornais dos Estados Unidos dedicaram suas primeiras páginas desta segunda-feira ao presidente eleito da França, Nicolas Sarkozy, com a cobertura da vitória do candidato conservador no segundo turno de domingo.

Apesar do destaque, grandes jornais, como 'New York Times', 'USA Today' e 'Washington Post', não publicaram editoriais sobre a eleição francesa. O último publicou um artigo assinado pelo colunista Jim Hoagland que adverte que o sucesso da campanha eleitoral não garante a Sarkozy uma boa gestão.

"Não esperem que Sarkozy vá imediatamente desmantelar a política externa de Chirac, que tentou colocar a Europa como contrapeso da influência americana no mundo", alerta Hoagland. "Sarkozy gostaria que a França emulasse os Estados Unidos em sua política interna, não a administração Bush no exterior", acrescenta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;