Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Mauá reedita livro sobre a memória da cidade

Um livro clássico ganhará nova versão em Mauá. Lançado em primeira edição em 1987, De Pilar a Mauá ...


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

30/04/2009 | 00:00


Um livro clássico ganhará nova versão em Mauá. Lançado em primeira edição em 1987, De Pilar a Mauá (PMM, Imprensa Metodista, 468 páginas) começa a ser reescrito com a participação de comissão integrada por dirigentes e amigos do Rotary local. A ideia é dar ao livro uma nova roupagem e avançar no capítulo da formação étnica: a edição anterior mostrou famílias que chegaram à Mauá até 1940; pretende-se agora alcançar a década de 1950, com o registro de novas famílias de imigrantes e migrantes que ajudaram na construção da cidade.

A receita será a mesma da década de 1980: caberá à Comissão Memória de Mauá orientar a edição como uma espécie de conselho organizacional. E todos os campos da formação histórica e humana da cidade serão focalizados, numa combinação entre a memória oral e a documentação primária e secundária disponível. Uma das fontes será o Cartório de Registro Civil, com suas listagens de nascimentos, casamentos e óbitos. As famílias que aparecem nesses livros cartoriais antes de 1950 serão focalizadas.

É o período que coincide com o início do processo pela autonomia de Mauá, que nasceu juridicamente como distrito de paz de São Bernardo (1934) e depois de Santo André (1939). Outra idéia: traçar o perfil das instituições mauaenses, o que envolverá desde o poder público constituído até as associações de bairros, clubes de serviço e esportivos, escolas, igrejas.

A evolução política e sindical, o processo econômico-industrial, com dois pólos da importância do Petroquímico e de Sertãozinho, o desenvolvimento urbano e paisagístico são outros itens a serem abordados na publicação, que deverá estar pronta em 2010.

A COMISSÃO

Presidente, Rosa Maria Galvão da Paz; vice-presidente, Moacyr Antonio Ferrari; 1º secretário, Nelson João Polidoro; 2º secretário, José Milton Medina; secretária-adjunta, Lídia Colalilo Ceccon; assessor técnico, João Sérgio Rimazza; membros, os integrantes do Rotary e da Asfar (Associação das Famílias Rotarianas); conselheiros: Flavio Pelegrino (atual presidente do Rotary de Mauá), Moacir Alves e José Ortiz, os futuros presidentes.

FORMAÇÃO

O Rotary Mauá realizou segunda-feira, em sua sede, a entrega de certificados a 20 jovens que participaram do curso de operadoras de caixa, que teve a duração de três meses e sem qualquer ônus financeiro às alunas. Foi a terceira parceria entre o Rotary e a empresa Microlins Formação Profissional, unidade de Mauá.

 SANTOS DO DIA

Hildegarda, Lourenço de Novara, Pio V e Sofia.

HOJE

Dia Nacional da Mulher, Dia do Ferroviário e Dia da Organização dos Estados Americanos.

Um ecomuseu: Fausto & Marlene

Conjunto africano: lanterna de Marrocos, ébano do Senegal, Zulu da África do Sul, máscaras e camelo.

Coleção: Fausto Lopes e Marlene Serra, de Santo André.

 ALMANAQUE

Samuel Siqueira

Nascimento: Avencas (SP), 30 de abril de 1951.

Vereador: 2005 a 2008.

Partidos: PSDB, PSC e PDT.

Atua no segmento das igrejas evangélicas. Chegou em Santo André em 1964. Advogado, com carreira profissional na Volkswagen do Brasil.

 DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 29 de abril de 1979

1º De Maio - Dia do Trabalhador deve servir para reflexão. Líderes sindicais e operários desejam maior autonomia sindical e consideram a intervenção nos sindicatos dos metalúrgicos do Grande ABC como medida extrema. Já a mulher brasileira começa a mobilização para sair da posição inferior a que sempre foi relegada profissional e socialmente. Surgem associações e são realizados congressos.

A reportagem é assinada pelos jornalistas Margarete Acosta, Paulo Augusto e Valdenizio Petrolli.

Santo André - Interesse econômico falseia crescimento da cidade.

"A cidade não tem condições de abrigar 800 mil pessoas", declara o arquiteto Francisco José Prado Ribeiro ao jornalista Cloves Geraldo. "(o Plano Diretor criado pelo professor Anhaia Mello em 1959) sofreu diversas emendas através de leis esparsas estendendo-se anos e anos sem concretização, dando margens a interpretações legais, o que em termos sócio-econômicos é contraproducente", opina Luiz Antonio Fusari, urbanista e arquiteto. "Nosso favelado não é marginal, é um trabalhador", explica José Luiz Cestari, diretor da Fundação de Promoção Social.

Autor da reportagem: Cloves Geraldo.

 EM 30 DE ABRIL DE...

1789 - George Washington eleito o primeiro presidente dos Estados Unidos.

1854 - Inaugurada a Imperial Companhia de Navegação a Vapor e Estrada de Ferro Petrópolis com a presença de dom Pedro II.

1959 - Sesi antecipa o desfile comemorativo ao Dia do Trabalhador, reunindo grêmios e associações locais no largo do Ipiranguinha, em Santo André.

 MUNICÍPIOS PAULISTAS

1857 - Vilas de São João Batista do Rio Claro, São Luiz de Paraitiniga e Santo Antonio de Paraibuna são elevadas a cidades. Criada a Freguesia de Jaboticabal.

1858 - Vila de Nossa Senhora da Conceição de Cunha é elevada à cidade com o nome de Cunha.

1874 - Surge o povoado de Campos do Jordão com o nome de Vila de São Matheus do Imbiri. A elevação a município ocorre em 1934. O nome é uma homenagem aos campos do brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;