Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ator é investigado por estupro durante gravação de filme no interior de SP



29/11/2017 | 18:28


A Polícia Civil de Sorocaba, no interior de São Paulo, investiga denúncia de estupro envolvendo o ator Thogun Teixeira, de 47 anos, no intervalo das filmagens do longa-metragem A Volta, num hotel da cidade. Uma camareira do hotel acusa o ator de ter invadido seu quarto e praticado o crime. Já a assistente de figurino do filme disse à polícia que Thogun tentou abusar sexualmente dela, mas foi repelido. Teixeira nega os crimes, mas admitiu a policiais ter praticado sexo com a camareira, com o consentimento dela.

A denúncia foi registrada pela Polícia Civil na madrugada do último domingo, 26. Na terça-feira, as duas mulheres se dirigiram à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e fizeram uma representação formal contra o ator. De acordo com o relato da camareira, Thogun conseguiu a chave e invadiu o quarto em que ela estava sozinha, praticando o crime. Em seguida, ele se retirou, porém voltou mais tarde, quando a figurinista já estava no local e também a teria atacado, segundo o relato dela. A mulher informou que reagiu e conseguiu tirá-lo do quarto.

A delegada Ana Luiza Salomone aguarda o laudo do exame de corpo de delito feito pela camareira para dar sequência à investigação. "Houve notícia de crimes e instauramos o inquérito para apuração", disse. Segundo ela, o ator esteve no plantão da Polícia Civil quando o caso foi registrado, mas ainda será ouvido formalmente no inquérito. Ela também vai ouvir integrantes da equipe de filmagem e funcionários do hotel. Imagens de câmeras instaladas nas dependências do local de hospedagem já foram requisitadas.

Aos policiais, Thogun confirmou a relação com a camareira, mas alegou que foi com o consentimento dela. A equipe tinha encerrado as gravações em Sorocaba e se reuniu na área de lazer do hotel para comemorar. O ator teria apanhado a chave na recepção antes de subir para o quarto. A gerência do hotel informou que os procedimentos de check-in foram cumpridos e colabora com as investigações da polícia. A direção do longa informou que prestou apoio às vítimas e que o ator tem de se explicar à justiça.

Thogun disse nesta quarta-feira, 29, que está tomando providências jurídicas quanto às acusações, pois se considera a maior parte lesada. "Tenho mulher e um filho de três meses, sou o maior interessado em que a verdade apareça." Ele disse ter sido orientado por sua defesa a não se manifestar mais sobre o assunto. O ator, que participou de várias novelas e atuou nos filmes Tropa de Elite e Cidade dos Homens, fazia o personagem Marcão no filme A Volta. Com roteiro e direção de Ronaldo Uzeda, o longa tem no elenco atores como Tuca Andrada, Guilhermina Guinle e André Ramiro. A produção, da Guaraná Filmes, retrata a história de um homem que se torna justiceiro depois que sua esposa é assassinada e sua neta é sequestrada por assaltantes. A estreia está prevista para meados de 2018.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;