Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Copenhague

A 15ª Conferência do Clima das Nações Unidas acontece durante esta semana em Copenhague, capital da Dinamarca


Cristina Baddini

18/12/2009 | 00:00


A 15ª Conferência do Clima das Nações Unidas acontece durante esta semana em Copenhague, capital da Dinamarca, com representantes governamentais de 192 países, sendo 100 chefes de Estado, acompanhados de ONGs e jornalistas para discutir como parar com o aquecimento global. No total, 8.000 pessoas participaram da reunião do clima. A ideia é conseguir a máxima reversão das mudanças climáticas com o menor custo.

Questões politicamente incompatíveis
A capacidade poluente dos automóveis é a maior causadora do aquecimento global dentre quaisquer outras atividades desenvolvidas pelo homem. Sabe-se que 50% do total de gases poluentes ou tóxicos expelidos na atmosfera são provenientes da combustão dos motores dos carros. Nas grandes cidades, com enorme quantidade de veículos, existem ainda os constantes congestionamentos e aí, os veículos respondem por quase 90% do total de gases tóxicos lançados na atmosfera, provocando assim um grande risco para a vida humana, animal e ao meio ambiente. No entanto, a indústria automobilística continua se expandindo e a economia dela necessita. Como descascar este abacaxi?

Problemas
Para que haja integração entre trânsito e meio ambiente é muito importante diagnosticar os problemas causados pelo comportamento inadequado do homem, principalmente no ambiente urbano, e apontar medidas práticas para a solução dos problemas diagnosticados:
Poluição: atmosférica, visual, sonora.
Erosão, resultante do mau planejamento de estradas.
Agressões contra o meio ambiente, resultantes de acidentes com o transporte de produtos tóxicos poluentes.
Incêndios devastadores, causados pelo uso inadequado de lugares como o descanso às beiras das rodovias, ou pelo cigarro jogado pela janela do veículo.
Poluição do habitat natural (rios e matas) pelos detritos jogados pelos motoristas nas rodovias.
Enchentes em vias urbanas; provocadas pelo acúmulo de lixo deixado pelos usuários (motoristas e pedestres) em bueiros ou próximo aos rios e lagos.
Acidentes e mortes, provocadas por excesso de velocidade e o flagrante desrespeito às leis de trânsito e à sinalização.
Muitos tipos de agressão ambiental causadas pelos usuários das vias públicas rurais ou urbanas resultantes do trânsito existente no local comportando-se de forma irresponsável.

Nações ricas estão fracassando
As emissões de poluentes continuam a crescer. Os países do G-8 (ricos) apresentam um quadro misto. EUA, Canadá e Rússia têm emissões crescentes; Japão e Itália estão estáveis, enquanto Alemanha e Reino Unido estão reduzindo emissões. Para que a mudança climática seja mantida em um nível seguro, os países ricos devem reduzir os níveis de emissão em 95% até meados deste século, e o aumento das emissões dos países em desenvolvimento precisa estancar em 2020. Há pouca disposição dos políticos americanos em aprovar projetos de conservação ambiental. Limpar e frear o aquecimento do planeta custa muito dinheiro.
Além disso, há que se considerar o constante aumento da população mundial que requer dia a dia mais produção de alimentos, maior oferta de serviços e produtos e tudo isso acaba incrementando o aquecimento ambiental. Faça a sua parte, lute para preservar a vida com qualidade.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;