Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Jereissati se encontra com Perillo em busca de 'acordo' por candidatura única

Marcelo Camargo/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


07/11/2017 | 14:23


O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), presidente interino do PSDB, vai se encontrar com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB-GO), em reunião privada nesta terça-feira, 7, após almoço com a bancada tucana no Senado. O objetivo do encontro entre os dois tucanos será buscar um acordo por uma candidatura única no partido. Atualmente, os dois figuram como possíveis candidatos à presidência da legenda.

"A ideia é, sim, ser candidato à presidência do PSDB. Tem um compromisso com a bancada de federais. O Marconi vai à bancada dos senadores. O ideal seria chegar a um acordo para candidatura única. Vamos ver a disposição dele", disse Jereissati ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Jereissati negou que vá pedir para Marconi desistir da candidatura para que ele possa ser o único tucano candidato ao pleito. "Para mim, nome é o menos importante. Os princípios que estabelecemos desde aquele programa famoso, de autocrítica e de sair do governo, isso é o importante", afirmou. "Houve uma convergência dele Marconi Perillo de que 9 de dezembro seria o deadline à saída do governo".

A reportagem apurou que o argumento de Jereissati para tentar convencer Perillo a desistir da disputa é que o cearense já contaria com 24 dos 46 votos da bancada do partido na Câmara dos Deputados. O PSDB realizaria nesta terça um encontro para formalizar a candidatura de Jereissati à presidência do PSDB, mas o ato foi cancelado.

A ideia dos aliados de Jereissati era oficializar a candidatura em reunião com 24 deputados tucanos que defendem o desembarque do governo. Marconi Perillo estaria presente, mas exigiu a presença de todos os integrantes da bancada no encontro, o que acabou fazendo com que o partido desmarcasse o evento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jereissati se encontra com Perillo em busca de 'acordo' por candidatura única


07/11/2017 | 14:23


O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), presidente interino do PSDB, vai se encontrar com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB-GO), em reunião privada nesta terça-feira, 7, após almoço com a bancada tucana no Senado. O objetivo do encontro entre os dois tucanos será buscar um acordo por uma candidatura única no partido. Atualmente, os dois figuram como possíveis candidatos à presidência da legenda.

"A ideia é, sim, ser candidato à presidência do PSDB. Tem um compromisso com a bancada de federais. O Marconi vai à bancada dos senadores. O ideal seria chegar a um acordo para candidatura única. Vamos ver a disposição dele", disse Jereissati ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Jereissati negou que vá pedir para Marconi desistir da candidatura para que ele possa ser o único tucano candidato ao pleito. "Para mim, nome é o menos importante. Os princípios que estabelecemos desde aquele programa famoso, de autocrítica e de sair do governo, isso é o importante", afirmou. "Houve uma convergência dele Marconi Perillo de que 9 de dezembro seria o deadline à saída do governo".

A reportagem apurou que o argumento de Jereissati para tentar convencer Perillo a desistir da disputa é que o cearense já contaria com 24 dos 46 votos da bancada do partido na Câmara dos Deputados. O PSDB realizaria nesta terça um encontro para formalizar a candidatura de Jereissati à presidência do PSDB, mas o ato foi cancelado.

A ideia dos aliados de Jereissati era oficializar a candidatura em reunião com 24 deputados tucanos que defendem o desembarque do governo. Marconi Perillo estaria presente, mas exigiu a presença de todos os integrantes da bancada no encontro, o que acabou fazendo com que o partido desmarcasse o evento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;