Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em casa, Ponte Preta planeja vencer o Corinthians com uma combinação de fatores



29/10/2017 | 06:10


Para escapar da zona do rebaixamento, a Ponte Preta precisa vencer o líder Corinthians, neste domingo, às 16 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma missão complicada, mas que se torna possível, segundo o técnico Eduardo Baptista dentro de suas concepções no futebol. Para ele, o adversário é o time mais competitivo e tem em Jô o melhor centroavante da competição.

"Durante a semana nós trabalhamos muito na parte tática e procuramos corrigir os erros cometidos na derrota da última rodada (2 a 1 para o Avaí, em Campinas)", explicou o técnico. "Temos que aproveitar bem o fator casa porque a Ponte Preta é forte ao lado de sua torcida. Não trabalhei muito a parte psicológica porque neste momento não adianta ficar falando muito. Mas todos sabem o que precisam fazer em campo. É preciso tranquilidade e personalidade para mostrar nosso jogo. Só vamos vencer se nos apresentarmos muito bem. A vitória será o resultado de todos estes aspectos funcionando bem, todos sincronizados", concluiu.

Na visão do técnico é necessário que os jogadores não entrem em campo desesperados atrás da vitória. "Acima de tudo é preciso ter organização e cumprir tudo que foi treinado durante a semana". E lembra que é o momento de tomar muito cuidado nas declarações, para não inflamar a torcida de modo negativo. Tanto que os jogadores não falaram com a imprensa nos últimos dias, nem mesmo no sábado após o recreativo. "Tem torcedor que pensa que futebol é guerra. Mas não é. Isso aqui é esporte, onde se vence, se perde ou se empata".

Mas o técnico pontepretano espera por um jogo tenso até pelas circunstâncias. De um lado a Ponte Preta está na zona do rebaixamento e, do outro, o Corinthians sendo apertado pelos concorrentes na briga pelo título. Uma vitória do time campineiro poderia, nesta altura, ajudar o Palmeiras, o clube que comandou no início do ano. "Não posso pensar nisso. Estou só concentrado em atingir os objetivos da Ponte Preta", ponderou.

O técnico acredita que o seu time está evoluindo. Não foi tão bem contra o Flamengo, mas venceu na raça por 1 a 0. Depois empatou, por 1 a 1, com o Santos e jogamos de igual para igual, além da boa atuação diante do Palmeiras, apesar da derrota por 2 a 0, em São Paulo.

BOLA ALTA - Na última sexta-feira, na entrevista coletiva, Eduardo Baptista confirmou que o ponto forte corintiano é o jogo aéreo. Além disso, rasgou elogios ao atacante Jô, vice-artilheiro do Brasileirão com 15 gols, um atrás de Henrique Dourado, do Fluminense. "Ele não fica parado. Se mexe dos dois lados, dá opção aos companheiros e aparece para finalizar quando ninguém espera. É preciso atenção para marcá-lo", alertou.

Embora tenha confirmado já ter definido o seu time, inclusive dando ciência com os jogadores, Baptista não revelou à imprensa. "Os garotos já sabem porque precisam ter tranquilidade, mas ao mesmo tempo mostrar responsabilidade", despistou. Marllon deve entrar na defesa no lugar de Yago, por opção técnica, e o volante Elton ocupar a vaga de Jadson, suspenso com três cartões amarelos. O meia Renato Cajá continua machucado e a última baixa foi o atacante Léo Gamalho, com uma lesão muscular. Ele também deixa de ser opção.

A esperança é que a torcida jogue junto com o time. Poucos ingressos foram reservados para a venda neste domingo em um ponto móvel perto do estádio. Isso porque a Polícia Militar proibiu a venda nas bilheterias no dia do jogo. No sábado já tinham sido vendidos nove dos 10 mil colocados à venda.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;