Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

No Dia do Professor, a mensagem do Tio Franzé

Neste Dia do Professor, uma homenagem do professor e radialista José Geraldo Franzé, de São Bernardo, às crianças


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

15/10/2010 | 00:00


Neste Dia do Professor, uma homenagem do professor e radialista José Geraldo Franzé, de São Bernardo, às crianças. Homenagem em forma de poema. Título: Ser criança.

"De tanto lidar com criança
Alcunharam-me Tio Franzé
Por elas, minha esperança
De um dia ver Deus, tenho fé.
Criança, símbolo da pureza
E ausência de todo rancor;
Que prega ao mundo a riqueza
De dar o amor, pelo amor.
De saudade, chorou o poeta
A sua infância querida
Ser sempre criança, eis a meta
Para ser feliz nesta vida.
O amanhecer é criança
O meio-dia é meia-idade
O entardecer é lembrança
E o anoitecer, só saudade.
Criança, orvalho na flor
Que brilha ao nascer do dia
Qual lágrima do Criador
Que chega a chorar de alegria.
Vá pela vida sorrindo
E terás sempre bonança
Em todo lugar é bem-vindo
Quem tem coração de criança".

José Geraldo Franzé é natural de São José do Rio Pardo (SP), nascido em 5 de maio de 1935. Veio para São Bernardo em 1958. Lecionou no Grupo Escolar Maria Iracema Munhoz e em escolas de Vila Rosa, Vila Baeta e Nova Petrópolis. Em paralelo, atuou no rádio local. Ficou famoso com um programa musical dedicado às crianças e que foi transmitido por várias emissoras, entre as quais a Rádio Diário AM.

Meninos e meninas dos anos 1960 e 1970, hoje pais e mães de família, lembram com saudades das caravanas do professor Geraldo Franzé que percorriam os bairros da cidade. O reconhecimento veio em 2007, quando a Câmara Municipal outorgou a ele o titulo de Cidadão São-Bernardense, por iniciativa do vereador Tavares. Aposentado, Geraldo Franzé é autor do Hino da Escola Mauricio Antunes Ferraz e do poema de saudação ao patrono quando da entronização de sua foto na escola.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Quarta-feira, 15 de outubro de 1980

Manchete - Legislação salarial estará mudada nos próximos 40 dias; sindicalistas fazem críticas

Grande ABC - Pontilhão sobre o Rio Tamanduateí será demolido para acabar com enchentes. Local: Rua São José, na divisa entre Santo André e São Caetano.

Mauá - Paróquia Evangélica Luterana do Grande ABC inaugura o centro comunitário São Mateus, à Rua América do Norte, 255, Parque das Américas.

Óbito - Valentino Redivo falece em Ribeirão Pires aos 66 anos. Foi vereador, presidente da Câmara Municipal, conselheiro do Ribeirão Pires FC e presidente da Apae local.

Especial - Aos antigos professores só resta a recordação, cf. reportagem da jornalista Sonia Barsocchi, com fotos de Reinaldo Martins.

Trabalhadores
Nascem em 15 de outubro:

1911 - Jesus Enemesio Gomes Amor, natural de Córdoba, Espanha. Mecânico da CBC. Residia à Rua Eldorado, 483.
1922 - Joaquim Siqueira, natural de Santa Branca. Sócio nº 230 do Sindicato dos Químicos do ABC. Servente da Rhodia. Residia à Rua Japão.
Fonte: 1º livro geral de registro do Sindicato dos Químicos do ABC

MUNICÍPIO PAULISTA

Ilha Solteira. Elevado a município em 1991, quando se separa de Pereira Barreto.

HOJE

Dia do Professor, Dia da Normalista e Dia do Caçador.

Crônica de Diadema
Texto: João Gava
Naquele início da década de 1920, Francisco Gava, meu pai, ajudou o engenheiro Carlos Dantas Forbes a medir as primeiras ruas da Vila Conceição, hoje Centro de Diadema. Em seguida começaram as obras, das quais participei ainda menor de idade.

Fui chamado para empinar caçambas, puxadas por burros, em trabalhos de aterro. Orgulho-me de ter participado da abertura das principais ruas de Diadema. Os trabalhos duraram um ano, e entre os logradouros foi executada a primeira praça pública, chamada Praça Conceição, depois Praça Diadema e hoje Praça Castelo Branco.

EM 15 DE OUTUBRO DE...

1940 - Dom Clemente transfere de São Bernardo as imagens dos santos Bernardo e Nossa Senhora do Montesseratte, obras sacras valiosíssimas e que hoje ocupam espaço nobre no Mosteiro de São Bento, em São Paulo.

1965 - Lavrada a escritura definitiva do imóvel Cavalo Branco, adquirido pelo Clube Comercial de Santo André para sua sede própria.

Hoje o prédio abriga a sede da Acisa (Associação Comercial e Industrial).

SANTOS DO DIA

Deusdedit, Eutímio, Tecla de Kitzingen e Teresa D'Avila.

Na estampa, Santa Teresa D'Avila, que nasceu em Ávila, Espanha, em 1515. Reformadora e doutora da Igreja. Da sua obra: O caminho da perfeição, Pensamentos sobre o amor de Deus e O castelo interior. Faleceu em 1582.

Crédito da estampa: acervo Vangelista Bazani (Gili) e João de Deus Martinez.


Falecimento

ELSA DE ALMEIDA CANEPA
(Ribeirão Pires 8-6-1919 - Santo André 19-9-2010)

Dona Elsa, ainda jovem, foi uma grande costureira de Santo André, verdadeira modista. Os primeiros passos na profissão foram aprendidos com o pai, Álvaro de Almeida, alfaiate na cidade, do qual era auxiliar. Ao casar-se, residindo no bairro Jardim, passou a costurar para pessoas influentes do bairro, na sua maioria mulheres de executivos do Grupo Rhodia. Uma freguesia requintada.

Costurou muito. Tinha habilidade para isso e para outras funções. Mesmo recentemente, ajudava no que podia o filho Erasmo, que atua até hoje no ramo de decoração. Por exemplo: foi o primeiro a ser premiado pelo concurso Brilha Grande ABC, promovido pelo Diário, com trabalhos de decoração feitos em residência do bairro Jardim e no Hospital Bartira.

"Ela era agitadinha, ligeira. Durante 15 anos praticou ioga e fez ginástica com o professor Ruslan. Era adepta da comida natural. Vivia uma vida muito saudável; ao invés de remédio preferia um bom chá", conta Erasmo Canepa.

Filha de Álvaro e Maria Augusta de Almeida, dona Elsa casou-se com Ercule Canepa, que foi químico-industrial da Brasilit, da Vila Prosperidade. Tiveram dois filhos: além de Erasmo, o dentista Luiz Canepa. Partiu aos 91 anos, deixando três netas, Valéria, Juliana e Joana. Está sepultada no Cemitério da Saudade.

SANTO ANDRÉ
Manoela Ruiz Luppi, 83. Natural de Jaú (SP). Dia 8. Cemitério Santo André.

SÃO BERNARDO
Sebastiana de Vasconcelos e Souza, 92. Natural de Ituverava (SP). Dia 8. Cemitério da Paulicéia.
Cesaria Maria de Jesus, 89. Natural de Poções (BA). Dia 7. Cemitério dos Casa.
João Garcia, 87. Natural de Presidente Alves (SP). Dia 13. Cemitério Jardim da Colina.
Angela Sellera Salerno, 84. Natural de Santos (SP). Dia 9. Cemitério Areia Branca, em São Vicente (SP).
Nair de Carvalho Pinto, 79. Natural de Salto Grande (SP). Dia 7. Cemitério da Paulicéia.
Décio Milani, 73. Natural de São Paulo (SP). Dia 7. Crematório de Vila Alpina, Capital.
José Gabriel, 71. Natural de Mirassol (SP). Dia 12. Cemitério de Vila Euclides.
Demercio Trancozo, 70. Natural de Rio Pardo de Minas (MG). Dia 7. Cemitério dos Casa.

SÃO CAETANO
Adelina Montanheiro Sfoggia, 98. Natural de Itobi (SP). Dia 13. Cemitério de Vila Paula.

DIADEMA
Antonio Raimundo da Silva, 70. Natural de Barbalho (CE). Dia 12. Cemitério Municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;