Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras joga contra Ponte Preta e reencontra seu ex-treinador Eduardo Baptista



19/10/2017 | 06:30


Em seu segundo jogo após a saída de Cuca do Palmeiras, nesta quinta-feira, às 20 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o técnico Alberto Valentim terá pela frente um duelo pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro contra o treinador que começou a temporada montando a equipe alviverde: Eduardo Baptista, que comanda agora a Ponte Preta e conhece bem o grupo adversário.

Se a distância para o líder Corinthians ainda é grande, o principal objetivo de Alberto Valentim é não ser neutralizado pelo rival e embalar a segunda vitória seguida à frente do time. "O Eduardo já conhecemos desde a época do Sport. É um time organizado, bem treinado e encontraremos muitas dificuldades porque eles têm jogadores de qualidade", disse.

O treinador não poderá contar com o meia venezuelano Guerra, que se machucou no treino da última terça-feira e ficará quatro semanas longe dos gramados. Outro desfalque é o zagueiro colombiano Mina, que ainda não está em plenas condições de ser relacionado. Já o volante Jean, que também atua como lateral-direito, deve ir para o jogo, mas a tendência é que fique como suplente para a partida.

"O time provavelmente será o mesmo e ainda temos algumas coisas para ajustar com o departamento médico. Não tenho ainda os jogadores da forma como pretendo ter. O Mina não vai para este jogo, pois treinou pouco com a gente, mas o Jean volta. Eu preciso definir algumas coisas com o DM para já colocar na cabeça os 11 que começarão jogando", completou.

Alberto Valentim sabe que será um duelo complicado, até porque a Ponte Preta está na zona de rebaixamento, bastante pressionada. O time de Campinas (SP) não poderá contar com o atacante Emerson Sheik, machucado, além do volante Fernando Bob e do zagueiro Luan Peres, ambos suspensos, entre outros desfalques.

Só que o técnico do Palmeiras sabe que será uma partida perigosa, até porque a Ponte Preta costuma fazer boas partidas quando enfrenta a sua equipe. Sem contar que está bastante pressionada pelo momento ruim na tabela de classificação. "Ela está em uma situação delicada na tabela e precisa estar atenta pelo objetivo na luta contra o rebaixamento", comentou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palmeiras joga contra Ponte Preta e reencontra seu ex-treinador Eduardo Baptista


19/10/2017 | 06:30


Em seu segundo jogo após a saída de Cuca do Palmeiras, nesta quinta-feira, às 20 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o técnico Alberto Valentim terá pela frente um duelo pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro contra o treinador que começou a temporada montando a equipe alviverde: Eduardo Baptista, que comanda agora a Ponte Preta e conhece bem o grupo adversário.

Se a distância para o líder Corinthians ainda é grande, o principal objetivo de Alberto Valentim é não ser neutralizado pelo rival e embalar a segunda vitória seguida à frente do time. "O Eduardo já conhecemos desde a época do Sport. É um time organizado, bem treinado e encontraremos muitas dificuldades porque eles têm jogadores de qualidade", disse.

O treinador não poderá contar com o meia venezuelano Guerra, que se machucou no treino da última terça-feira e ficará quatro semanas longe dos gramados. Outro desfalque é o zagueiro colombiano Mina, que ainda não está em plenas condições de ser relacionado. Já o volante Jean, que também atua como lateral-direito, deve ir para o jogo, mas a tendência é que fique como suplente para a partida.

"O time provavelmente será o mesmo e ainda temos algumas coisas para ajustar com o departamento médico. Não tenho ainda os jogadores da forma como pretendo ter. O Mina não vai para este jogo, pois treinou pouco com a gente, mas o Jean volta. Eu preciso definir algumas coisas com o DM para já colocar na cabeça os 11 que começarão jogando", completou.

Alberto Valentim sabe que será um duelo complicado, até porque a Ponte Preta está na zona de rebaixamento, bastante pressionada. O time de Campinas (SP) não poderá contar com o atacante Emerson Sheik, machucado, além do volante Fernando Bob e do zagueiro Luan Peres, ambos suspensos, entre outros desfalques.

Só que o técnico do Palmeiras sabe que será uma partida perigosa, até porque a Ponte Preta costuma fazer boas partidas quando enfrenta a sua equipe. Sem contar que está bastante pressionada pelo momento ruim na tabela de classificação. "Ela está em uma situação delicada na tabela e precisa estar atenta pelo objetivo na luta contra o rebaixamento", comentou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;