Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Neycar nega ligação com firma contratada por Atila

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vereador de Mauá diz não ter contato com empresa e que filho não trabalha na GRCAR


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

18/10/2017 | 07:00


Sócio majoritário até o ano passado de empresa contratada pelo governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), em setembro, o vereador governista Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), negou ter ligação com a GRCAR Veículos Locadora e Serviços. Ao Diário, o parlamentar disse não ver irregularidades no contrato porque vendeu a empresa há um ano.

Neycar contestou ainda a informação de que seu filho trabalha na concessionária, como informou um funcionário da GRCAR. “Você (repórter) ligou no lugar errado. Meu filho não trabalha lá. Onde você ligou não é a GRCAR. É uma informação incorreta. Você ligou numa loja onde meu filho trabalha, a Ivan Multimarcas. Não tem nada a ver com GRCAR”, justificou.

Neycar reforçou não ter vínculos com a empresa contratada pelo Paço de Mauá, mas destacou que seu escritório político funciona na Ivan Multimarcas. “Lá (na Ivan Multimarcas) é meu escritório e continua a ser. Não tenho nada a ver com isso aí. (O local) Era a sede de antigamente (da empresa)”, frisou.

Questionado sobre os motivos de ter deixado a sociedade da empresa (antiga Neycar Veículos) ao lado da mulher, Dileusa Lemes Cavalcante, o parlamentar não entrou em detalhes sobre a venda da firma e se isentou de responsabilidades. “Eu não tinha interesse mais (em ser dono da concessionária), estava entrando na vida pública, tinha interesse em ser vereador e a vendi (...) Eu não sei (sobre a data do primeiro contrato), não tenho essa informação. Eu vendi a empresa no ano passado, daí para frente eu não sei mais o que aconteceu.”

Neycar deixou o quatro societário da atual GRCAR em setembro de 2016. Em outubro, a firma – que ainda era batizada com o apelido do próprio – foi contratada para alugar veículos para a fiscalização do trânsito. No mesmo mês, Neycar era eleito vereador. O contrato assinado pela gestão Atila é de R$ 1,13 milhão e, aparentemente, trata-se de aditamento do primeiro convênio. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Neycar nega ligação com firma contratada por Atila

Vereador de Mauá diz não ter contato com empresa e que filho não trabalha na GRCAR

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

18/10/2017 | 07:00


Sócio majoritário até o ano passado de empresa contratada pelo governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), em setembro, o vereador governista Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), negou ter ligação com a GRCAR Veículos Locadora e Serviços. Ao Diário, o parlamentar disse não ver irregularidades no contrato porque vendeu a empresa há um ano.

Neycar contestou ainda a informação de que seu filho trabalha na concessionária, como informou um funcionário da GRCAR. “Você (repórter) ligou no lugar errado. Meu filho não trabalha lá. Onde você ligou não é a GRCAR. É uma informação incorreta. Você ligou numa loja onde meu filho trabalha, a Ivan Multimarcas. Não tem nada a ver com GRCAR”, justificou.

Neycar reforçou não ter vínculos com a empresa contratada pelo Paço de Mauá, mas destacou que seu escritório político funciona na Ivan Multimarcas. “Lá (na Ivan Multimarcas) é meu escritório e continua a ser. Não tenho nada a ver com isso aí. (O local) Era a sede de antigamente (da empresa)”, frisou.

Questionado sobre os motivos de ter deixado a sociedade da empresa (antiga Neycar Veículos) ao lado da mulher, Dileusa Lemes Cavalcante, o parlamentar não entrou em detalhes sobre a venda da firma e se isentou de responsabilidades. “Eu não tinha interesse mais (em ser dono da concessionária), estava entrando na vida pública, tinha interesse em ser vereador e a vendi (...) Eu não sei (sobre a data do primeiro contrato), não tenho essa informação. Eu vendi a empresa no ano passado, daí para frente eu não sei mais o que aconteceu.”

Neycar deixou o quatro societário da atual GRCAR em setembro de 2016. Em outubro, a firma – que ainda era batizada com o apelido do próprio – foi contratada para alugar veículos para a fiscalização do trânsito. No mesmo mês, Neycar era eleito vereador. O contrato assinado pela gestão Atila é de R$ 1,13 milhão e, aparentemente, trata-se de aditamento do primeiro convênio. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;