Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Queda técnica de 'alicerces' do time deixa Carille em apuros no Corinthians

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/10/2017 | 08:20


Mais do que uma possível ameaça de Grêmio e Santos, o Corinthians tem outro problema, tão ou mais delicado, para administrar. Os jogadores que formam o alicerce do esquema tático de Fábio Carille caíram de rendimento no segundo turno do Campeonato Brasileiro e o reflexo deste fato são os resultados ruins.

Jadson, Rodriguinho e Guilherme Arana estão entre os atletas que mais inspiram cuidados. Carille, assim como seu professor, Tite, cria uma relação de confiança com seus titulares e vai até o limite com eles. Assim, o treinador não demonstra intenção de mexer na equipe.

Marquinhos Gabriel e Clayson chegaram a ser testados em alguns treinamentos no CT Joaquim Grava, mas o técnico decidiu manter a aposta em seus "homens de confiança".

Dois motivos que podem ajudar a explicar a queda de rendimento do trio são a condição física e o futuro deles. Jadson ficou um mês sem jogar por causa de uma fratura na costela.

Arana também esteve fora pelo mesmo período, em decorrência de dores na coxa direita. Já Rodriguinho luta contra uma tendinite no joelho esquerdo.

A possibilidade de negociação ao final da temporada, por mais que os atletas digam que procuram se afastar do assunto, também é algo que influencia. Representantes do Sevilla estiveram no Brasil recentemente para tentar acertar a compra de Arana e levá-lo em dezembro. Outros clubes da Europa também já tentaram levá-lo. Rodriguinho voltou a ser sondado por clubes da Turquia e pode sair em breve. O risco atinge outros atletas e a diretoria admite que deve negociar alguns dos principais jogadores.

Carille terá de fazer o time reagir na base da conversa, já que praticamente não conseguirá dar treinos. Entre o confronto com o Bahia e o com o Grêmio, por exemplo, o time fará apenas um treino no CT Joaquim Grava, nesta terça-feira à tarde. O elenco alvinegro retornou para São Paulo no fim da tarde desta segunda-feira e não realizou nenhuma atividade ao longo do dia.

A defesa, setor mais sólido durante a campanha no primeiro turno, também requer atenção. Em nove jogos no returno, o Corinthians já igualou a quantidade de gols sofridos - nove - em toda primeira metade da competição.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Queda técnica de 'alicerces' do time deixa Carille em apuros no Corinthians


17/10/2017 | 08:20


Mais do que uma possível ameaça de Grêmio e Santos, o Corinthians tem outro problema, tão ou mais delicado, para administrar. Os jogadores que formam o alicerce do esquema tático de Fábio Carille caíram de rendimento no segundo turno do Campeonato Brasileiro e o reflexo deste fato são os resultados ruins.

Jadson, Rodriguinho e Guilherme Arana estão entre os atletas que mais inspiram cuidados. Carille, assim como seu professor, Tite, cria uma relação de confiança com seus titulares e vai até o limite com eles. Assim, o treinador não demonstra intenção de mexer na equipe.

Marquinhos Gabriel e Clayson chegaram a ser testados em alguns treinamentos no CT Joaquim Grava, mas o técnico decidiu manter a aposta em seus "homens de confiança".

Dois motivos que podem ajudar a explicar a queda de rendimento do trio são a condição física e o futuro deles. Jadson ficou um mês sem jogar por causa de uma fratura na costela.

Arana também esteve fora pelo mesmo período, em decorrência de dores na coxa direita. Já Rodriguinho luta contra uma tendinite no joelho esquerdo.

A possibilidade de negociação ao final da temporada, por mais que os atletas digam que procuram se afastar do assunto, também é algo que influencia. Representantes do Sevilla estiveram no Brasil recentemente para tentar acertar a compra de Arana e levá-lo em dezembro. Outros clubes da Europa também já tentaram levá-lo. Rodriguinho voltou a ser sondado por clubes da Turquia e pode sair em breve. O risco atinge outros atletas e a diretoria admite que deve negociar alguns dos principais jogadores.

Carille terá de fazer o time reagir na base da conversa, já que praticamente não conseguirá dar treinos. Entre o confronto com o Bahia e o com o Grêmio, por exemplo, o time fará apenas um treino no CT Joaquim Grava, nesta terça-feira à tarde. O elenco alvinegro retornou para São Paulo no fim da tarde desta segunda-feira e não realizou nenhuma atividade ao longo do dia.

A defesa, setor mais sólido durante a campanha no primeiro turno, também requer atenção. Em nove jogos no returno, o Corinthians já igualou a quantidade de gols sofridos - nove - em toda primeira metade da competição.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;