Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Saab anuncia diretor em S.Bernardo, mas não revela endereço

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Empresa diz que local em que será construída fábrica de partes do avião-caça está sendo negociado


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

17/10/2017 | 07:20


A Saab, fabricante do avião-caça Gripen NG, que irá substituirá a frota de 36 aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira), anunciou ontem o nome do diretor-geral da fábrica de aeroestruturas do modelo em São Bernardo. Questionada sobre o local em que será erguida a planta, no entanto, a empresa sueca afirmou que a seleção do imóvel está em fase final, mas que, como está em negociação, não pode divulgar o endereço.

No entanto, a Saab informou que o cronograma para o início do funcionamento da SAM (Saab Aeronáutica Montagens) – que anteriormente era chamada de SBTA (São Bernardo Tecnologias Aeronáuticas) – está mantido “para atender ao contrato com a FAB”. Ou seja, as partes estruturais do supersônico, como fuselagens dianteira e traseira, asas, cone de caula e freios aerodinâmicos começarão a sair da linha de produção em 2019, quando a primeira aeronave deverá ser entregue.

Até lá, Marcelo Lima, engenheiro com experiência nos setores automobilístico, de energia e linha branca que assumirá a direção-geral da SAM, ficará trabalhando no escritório da companhia sueca em São Paulo, onde já está alocado.

Em março, a equipe do Diário teve acesso a conteúdo de reunião a portas fechadas entre o vice-presidente de parcerias industriais da Saab Aeronáutica, Jan Germundsson, na CNM (Confederação Nacional dos Metalúrgicos), da CUT (Central Única dos Trabalhadores), entidade que mantém tratados de cooperação com o Sindicato dos Metalúrgicos Suecos, o IF Metall. À época, ele confirmou a construção da fábrica em São Bernardo, disse que havia recebido 43 propostas de localização no município e que, em até dois meses, o endereço seria divulgado, após a aprovação da FAB, o que ainda não ocorreu.

Perguntado sobre o montante aportado na unidade, estimado anteriormente em US$ 150 milhões, a empresa disse agora não revelar valores de investimentos.

Há uma semana, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), disse que iria procurar o Ministério Público Federal caso a unidade não se consolidasse no município, já que o anúncio havia sido público e de conhecimento da FAB e do Ministério da Defesa. Em nota, o Paço afirmou que “ressalta a importância de um empreendimento como este da Saab para a cidade, esclarecendo que agora espera o avanço em torno de onde será instalada a fábrica e a efetivação do investimento”.

EMPREGOS - A Saab informou que a SAM iniciará suas operações com 55 profissionais, que serão treinados na Suécia por até 24 meses. Questionada se o processo seletivo já tinha iniciado, a fabricante sueca disse que este se encontra em curso, e que currículos de técnicos e engenheiros interessados podem ser enviados para rhbrasil@saabgroup.com. Sobre a expectativa de Germundsson, de entre três e cinco anos chegar a 250 postos na região, a companhia a mantém, conforme o negócio for crescendo.

Os caças têm duração média de 30 anos. Portanto, conforme disse ao Diário Bengt Janér, diretor da Saab no Brasil, em visita da equipe de reportagem às instalações da empresa na Suécia, em 2014, o objetivo é que a unidade do Grande ABC absorva conhecimento e tecnologia da matriz para se tornar sustentável e se transformar em plataforma de exportação para a América Latina.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saab anuncia diretor em S.Bernardo, mas não revela endereço

Empresa diz que local em que será construída fábrica de partes do avião-caça está sendo negociado

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

17/10/2017 | 07:20


A Saab, fabricante do avião-caça Gripen NG, que irá substituirá a frota de 36 aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira), anunciou ontem o nome do diretor-geral da fábrica de aeroestruturas do modelo em São Bernardo. Questionada sobre o local em que será erguida a planta, no entanto, a empresa sueca afirmou que a seleção do imóvel está em fase final, mas que, como está em negociação, não pode divulgar o endereço.

No entanto, a Saab informou que o cronograma para o início do funcionamento da SAM (Saab Aeronáutica Montagens) – que anteriormente era chamada de SBTA (São Bernardo Tecnologias Aeronáuticas) – está mantido “para atender ao contrato com a FAB”. Ou seja, as partes estruturais do supersônico, como fuselagens dianteira e traseira, asas, cone de caula e freios aerodinâmicos começarão a sair da linha de produção em 2019, quando a primeira aeronave deverá ser entregue.

Até lá, Marcelo Lima, engenheiro com experiência nos setores automobilístico, de energia e linha branca que assumirá a direção-geral da SAM, ficará trabalhando no escritório da companhia sueca em São Paulo, onde já está alocado.

Em março, a equipe do Diário teve acesso a conteúdo de reunião a portas fechadas entre o vice-presidente de parcerias industriais da Saab Aeronáutica, Jan Germundsson, na CNM (Confederação Nacional dos Metalúrgicos), da CUT (Central Única dos Trabalhadores), entidade que mantém tratados de cooperação com o Sindicato dos Metalúrgicos Suecos, o IF Metall. À época, ele confirmou a construção da fábrica em São Bernardo, disse que havia recebido 43 propostas de localização no município e que, em até dois meses, o endereço seria divulgado, após a aprovação da FAB, o que ainda não ocorreu.

Perguntado sobre o montante aportado na unidade, estimado anteriormente em US$ 150 milhões, a empresa disse agora não revelar valores de investimentos.

Há uma semana, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), disse que iria procurar o Ministério Público Federal caso a unidade não se consolidasse no município, já que o anúncio havia sido público e de conhecimento da FAB e do Ministério da Defesa. Em nota, o Paço afirmou que “ressalta a importância de um empreendimento como este da Saab para a cidade, esclarecendo que agora espera o avanço em torno de onde será instalada a fábrica e a efetivação do investimento”.

EMPREGOS - A Saab informou que a SAM iniciará suas operações com 55 profissionais, que serão treinados na Suécia por até 24 meses. Questionada se o processo seletivo já tinha iniciado, a fabricante sueca disse que este se encontra em curso, e que currículos de técnicos e engenheiros interessados podem ser enviados para rhbrasil@saabgroup.com. Sobre a expectativa de Germundsson, de entre três e cinco anos chegar a 250 postos na região, a companhia a mantém, conforme o negócio for crescendo.

Os caças têm duração média de 30 anos. Portanto, conforme disse ao Diário Bengt Janér, diretor da Saab no Brasil, em visita da equipe de reportagem às instalações da empresa na Suécia, em 2014, o objetivo é que a unidade do Grande ABC absorva conhecimento e tecnologia da matriz para se tornar sustentável e se transformar em plataforma de exportação para a América Latina.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;