Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diadema deve terminar selagem no Sítio Joaninha em dezembro

Obras de infraestrutura no local devem ser entregues em abril de 2018


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

08/08/2017 | 07:00


 A Prefeitura de Diadema divulgou que está realizando a selagem de imóveis no Sítio Joaninha, assentamento irregular instalado há quase 30 anos na região do Eldorado. A previsão é que a etapa, a qual consiste em vistoriar, medir e fotografar as residências, seja concluída em aproximadamente 60 dias. Porém, conforme o governo federal, o prazo para que as obras sejam finalizadas é abril do próximo ano.

O Ministério das Cidades informou, por nota, que, conforme explicações atualizadas pela Caixa Econômica Federal, não recebeu informações da Prefeitura de Diadema em relação ao processo de selagem. O projeto de infraestrutura e urbanização do loteamento é realizado com recursos do governo federal por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e deve beneficiar 520 famílias. “O total executado foi de 28,30%, em um total de R$ 2.194.623,68, com valor repassado pelo governo federal de R$ 1.339.746,29”, informou a Pasta.

Depois de vistoriada, a construção recebe adesivo no qual constam as numerações do imóvel, do lote e da quadra. A administração municipal também executou, por meio de empresa especializada, levantamento aerofotogramétrico, para imagens aéreas do local.

Em texto divulgado à imprensa, a Prefeitura afirmou que por se tratar de obra de infraestrutura em área de proteção ambiental, com financiamento do PAC 2, que obriga o “congelamento” da área, houve acordo com os moradores para que não houvesse novas construções. A administração municipal não forneceu mais informações sobre o assunto.

Em 17 de junho deste ano, conforme divulgado em reportagem do Diário, a venda de lotes, até mesmo pela internet, é comum no local.

Antes disso, em 27 de fevereiro, o jornal mostrou que mesmo um ano e meio após mais um anúncio de obras de urbanização no loteamento Sítio Joaninha – feito pelo prefeito Lauro Michels (PV) e o ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD) – e a oito meses do término do prazo firmado pelos dois, a realidade seguia praticamente a mesma para os 3.500 moradores do local.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;