Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Levir Culpi diz não entender anulação de pênalti na Vila: 'Coisas inexplicáveis'



27/07/2017 | 00:32


O jogo entre Santos e Flamengo, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira, ainda estava 1 a 1, nos últimos minutos do primeiro tempo - no fim, o time santista venceu por 4 a 2, só que não evitou a eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil -, mas um lance polêmico deu o que falar. Bruno Henrique foi derrubado na entrada da área por Réver. O árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden assinalou a penalidade de imediato. A decisão, contudo, durou apenas dois minutos, pois ele consultou o quarto árbitro e voltou atrás. Não marcou nem falta.

"Jogo teve coisas inexplicáveis. O que me causou surpresa foi eu estar no meio-campo e não perceber nada. Só vi que nosso jogador caiu. Gostaria de saber a condição do quarto árbitro que estava do meu lado. Qual a força que ele tem para dizer que não foi pênalti?", indagou o técnico Levir Culpi na entrevista coletiva após o jogo.

"Quarto árbitro estava muito mais longe do que o primeiro árbitro e viu o pênalti? Não entendi. Como ele pode ter visto? Os árbitros poderiam dar uma entrevista para explicar. Bandeirinha foi para trás, o árbitro estava perto, estranhei. Eu gostaria de uma explicação técnica da arbitragem", completou o treinador santista.

Na saída do campo, o zagueiro David Braz estava muito irritado com a arbitragem. "Só faltou o árbitro colocar a camisa do Flamengo. Todo mundo viu. Quatro árbitro estava muito longe, não vem querer enganar, não", reclamou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Levir Culpi diz não entender anulação de pênalti na Vila: 'Coisas inexplicáveis'


27/07/2017 | 00:32


O jogo entre Santos e Flamengo, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira, ainda estava 1 a 1, nos últimos minutos do primeiro tempo - no fim, o time santista venceu por 4 a 2, só que não evitou a eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil -, mas um lance polêmico deu o que falar. Bruno Henrique foi derrubado na entrada da área por Réver. O árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden assinalou a penalidade de imediato. A decisão, contudo, durou apenas dois minutos, pois ele consultou o quarto árbitro e voltou atrás. Não marcou nem falta.

"Jogo teve coisas inexplicáveis. O que me causou surpresa foi eu estar no meio-campo e não perceber nada. Só vi que nosso jogador caiu. Gostaria de saber a condição do quarto árbitro que estava do meu lado. Qual a força que ele tem para dizer que não foi pênalti?", indagou o técnico Levir Culpi na entrevista coletiva após o jogo.

"Quarto árbitro estava muito mais longe do que o primeiro árbitro e viu o pênalti? Não entendi. Como ele pode ter visto? Os árbitros poderiam dar uma entrevista para explicar. Bandeirinha foi para trás, o árbitro estava perto, estranhei. Eu gostaria de uma explicação técnica da arbitragem", completou o treinador santista.

Na saída do campo, o zagueiro David Braz estava muito irritado com a arbitragem. "Só faltou o árbitro colocar a camisa do Flamengo. Todo mundo viu. Quatro árbitro estava muito longe, não vem querer enganar, não", reclamou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;