Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Morando pede acesso de contrato entre União e Saab

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito se reúne com ministro da Defesa para falar de caças: ‘Saberemos se empresa vai se instalar na cidade’


Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

26/07/2017 | 07:00


Em audiência realizada ontem, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), solicitou ao ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS-PE), acesso ao contrato firmado entre o governo brasileiro e a Saab para produção de caças e instalação de fábrica no município.

O chefe do Executivo destacou que, nos próximos dias, será feita reunião com uma comissão de compras do ministério para conhecer os detalhes do acordo.

“Queremos saber o que foi de fato pactuado entre as partes. O próprio ministro Jungmann mostrou interesse em ter transparência no assunto e determinou que as informações sejam disponibilizadas para a comissão. Assim, saberemos se de fato a instalação da fábrica está prevista para ocorrer no município”, detalhou o prefeito, que afirmou que os dados do acordo não são públicos por se tratarem de temas da defesa nacional.

Caso não esteja prevista a instalação da sede em São Bernardo, Morando acredita ser possível reverter o quadro. “Se não tiver (a sinalização) abriremos nova discussão para saber o que poderá ser feito na cidade. Pelo que vimos, a montagem dos caças será em Gavião Peixoto (Interior de São Paulo), mas algumas peças devem ser feitas em São Bernardo. Temos todo o interesse em ter a indústria no município”, prosseguiu o tucano.

Segundo o Diário apurou, existe o temor do Paço de que não exista obrigação contratual para que a Saab se estabeleça no município e que as discussões sobre a fábrica teriam ganho contornos meramente políticos, principalmente no governo anterior, do ex-prefeito Luiz Marinho (PT).

Recentemente, Orlando Morando teve encontro com o diretor da Saab, Bengt Janér, para discutir a possível vinda da empresa sueca. Após a conversa, no entanto, o executivo não confirmou o empreendimento. No ano passado, cogitou-se a possibilidade de início da produção de peças para as aeronaves em Mauá.

Uma das apostas do governo municipal é o pacote de incentivos fiscais, a ser lançado em 2018, que pode favorecer os planos da empresa, que pode ser contemplada com a redução do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

Os aviões-caça Gripen NG substituirão a frota de 36 aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira) entre os anos de 2019 e 2024.

O projeto, estimado em US$ 5,4 bilhões, faz parte de um acordo bilateral entre a Saab e o governo brasileiro para a compra de caças. O contrato também é contemplado por acordo de cooperação industrial, que inclui transferências de tecnologia à indústria brasileira pelos próximos dez anos.

A Saab foi procurada, mas não respondeu até o fechamento desta edição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;