Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Favela Tamarutaca tem vestígio de cativeiro


Renata Gonçalez
Do Diário do Grande ABC

10/05/2005 | 11:34


A apreensão de 312 papelotes de cocaína e 20 trouxas de maconha numa boca da favela Tamarutaca, em Santo André, ajudou a polícia a identificar segunda-feira à noite dois supostos cativeiros que seriam usados em seqüestros relâmpagos. Os esconderijos ficavam sob o piso falso de dois dos três barracos estourados por investigadores do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) durante a ação, que inicialmente previa somente a captura dos traficantes com as drogas. Seis pessoas foram presas em flagrante. Segundo os investigadores, pelo menos três dos envolvidos são menores de idade.

Os supostos cativeiros eram grandes o bastante para comportar, cada um deles, dois adultos deitados debaixo de um tampão de madeira. Aparentemente, os tampões serviam de cobertura parcial do piso nos dois barracos, que têm parte da estrutura suspensa. A boca ficava numa travessa da avenida Dom Jorge Marcos de Oliveira, próximo ao viaduto que dá acesso à avenida Prestes Maia.

Até o fechamento desta edição, a polícia ainda investigava o uso dos buracos como cativeiros para seqüestros relâmpagos. A equipe do 4º Distrito Policial de Santo André elaborava o boletim de ocorrência segunda-feira à noite, e os presos não haviam sido interrogados.

A descoberta foi feita por acaso, relatou um investigador que participou da ação e que preferiu ter a identidade preservada. “Nosso alvo era chegar até as pessoas que trabalhavam na boca, mas ao fazer vistoria nos três barracos onde o grupo se escondia encontramos os cativeiros.” Foi a movimentação de carros na favela percebida nas últimas semanas que levou a polícia a suspeitar da existência do ponto de venda de drogas no local, segundo o investigador.

A equipe do Garra tentou dar o flagrante na sexta-feira passada, mas o grupo conseguiu fugir após ser avisado por vizinhos sobre a presença da polícia assim que a viatura entrou na viela. Segunda-feira à tarde, os investigadores entraram à paisana na favela e flagraram três homens com uma sacola contendo as drogas. Eles negociavam a venda de maconha para um quarto homem, possivelmente consumidor.

Dois tentaram fugir mas foram surpreendidos por um policial que vinha de outra viela. Outro rapaz tentou ainda se esconder dentro de um dos barracos, mas acabou se entregando juntamente com o que comprava a droga. Um casal de adolescentes que vigiava a boca também foi preso. Todos foram encaminhados para a cadeia pública de Santo André.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;