Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Crianças com traqueostomia

Atualmente há um grande número de crianças que passam por...


Dgabc

29/03/2012 | 00:00


Artigo

Atualmente há um grande número de crianças que passam por traqueostomia. Esse é o tratamento indicado como alternativa para estabelecer a respiração de pacientes que apresentam obstrução à passagem de ar na laringe.

Essa obstrução em crianças, que é denominada de estenose, pode ter como causa a entubação traqueal em bebês em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal. Com o advento das fertilizações, observa-se um aumento no nascimento de prematuros. Associado ao fato de que as unidades de terapia intensiva neonatais têm tecnologia para manter vivos bebês muito prematuros que no passado não sobreviveriam.

Esses bebês necessitam respirar por aparelhos que ventilam o pulmão, através de tubos que são locados na traqueia. Como a laringe desses bebês é muito pequena, ocorre um trauma na mucosa delicada da laringe e, consequentemente, forma cicatriz que fecha esse tubo parcialmente e dificulta a respiração dessas crianças. Daí a necessidade de se estabelecer a respiração através de uma traqueostomia. Portanto, a traqueostomia é alternativa para proporcionar a respiração dessas crianças.

Esse tratamento da estenose de laringe pode ser realizado de duas formas: via endoscópica, pela boca, utilizando balão dilatador com o intuito de abrir esse tubo, ou pela via cirurgia aberta da laringe com reconstrução desse órgão através de enxerto de cartilagem de costela. Esses dois diferentes tipos de tratamento têm indicações em casos específicos que devem ser avaliados cuidadosamente pelo médico cirurgião.

Alguns cuidados devem ser tomados com as crianças com traqueostomia, como: aspiração de secreção no interior da cânula, a troca da cânula a cada dois ou três meses; a cinta de tecido que prende a cânula no pescoço deve estar bem presa, para evitar que a cânula escape da traqueia; e a visita ao médico regularmente para averiguar o aspecto da cânula, a pele ao redor e o aspecto da secreção do interior da mesma.

É importante que se saiba que essa alternativa pode ser temporária, até a abertura adequada do tubo laringe-traqueia, que é realizado com tratamento específico.

Saramira Bohadana é médica otorrinolaringologista, especialista em casos de crianças com problemas respiratórios.

PALAVRA DO LEITOR

Ciclovia

São Caetano outorgou a denominação de Laércio Ferraz à ciclovia do Parque Linear da Avenida Kennedy, homenageando personalidade do ciclismo local, atendendo a pedido de 400 ciclistas. Justa homenagem, parabéns! São Caetano sai de novo na frente no Grande ABC. Se a equipe gestora municipal tiver sequência no próximo período de governo, essa ciclovia será apenas o embrião de outras vias semelhantes, resultando em integração social do transporte individual do município, barato, limpo e saudável. Resta para o próximo governo, também, regulamentar a convivência desses veículos e outros de tração humana, segundo o Código de Trânsito Brasileiro. Assim haverá maior aproveitamento das vias públicas com absoluta segurança.

Ruben J. Moreira, São Caetano

Santo André

Em Santo André a faixa de pedestres é pintada em frente guia rebaixada. Já em Mauá, é em cima de lombada. Hilário! Sobre os conselheiros tutelares é demagogia dizer que acreditam na causa e não pensam no salário. Todo trabalhador tem que ser bem remunerado. Será que os excelentíssimos vereadores de Mauá trabalhariam pelos míseros R$ 1.200? Acho que faltariam candidatos.

Antônio Marcos Costa, Mauá

Billings

Li neste nosso Diário que a Represa Billings teve melhora na qualidade em 15% e aos 87 anos atende 1,8 milhão (Setecidades, dia 26). É pouco, mas devemos comemorar. Lembram quando o esgoto de São Paulo chegava na Prainha do Riacho Grande em 1984? Pois bem, foi graças a ousadia de um pessoal que, para chamar a atenção das autoridades, fechou a Via Anchieta e jogou centenas de quilos de peixes mortos nas escadarias da sede da Eletropaulo, pedindo o fim do bombeamento dos esgotos para a represa. Felizmente conseguimos, através de Emenda na Constituição Estadual de 1989, assinada pelos deputados Fernando Lessa, Ivan Valente e Expedito Soares, o fim do bombeamento dos esgotos do Rio Pinheiros para a represa. Hoje, observamos as obras de coleta e tratamento nas áreas de mananciais realizadas pela Sabesp e ficamos cheios de esperança de ver a Billings recuperada e em tratamento atendendo a milhões de pessoas. Água é vida.

Ivar José de Souza, São Bernardo

Mudanças

As leis precisam ser mudadas para parar de privilegiar bandidos presos em flagrante que escondem a cara com camisas, jornais etc para não serem reconhecidos. A sociedade tem o direito de saber quem são e isso desestimularia prática da bandidagem. É preciso acabar com esse negócio de leis que protegem bandidos.

Mário A. Dente, Capital

Casa dos horrores

Nosso Congresso é realmente a casa dos horrores! Mais um com cara de bonzinho, reto, imaculado, mas sem dúvidas conhecedor das obrigações republicanas, nos âmbitos civil, jurídico, público e eleitoral. Demóstenes Lázaro Xavier Torres, senador, além de pertencer a uma legenda craque nas ilicitudes, que até reza agradecendo propinas, reconhece, e não vê nada demais em manter relações estreitas com bandidos. Onde está a Justiça, que não interrompe seu mandato e vencimentos? O povo não quer gente assim o representando! As instituições deveriam corrigir admissão equivocada de servidores assim perfilados, expurgando-os do nosso bolso!

Paulo Rogério Bolas, Santo André 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;