Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

De Pacoti, um peregrino para Mauá

Cônego Belisário: o condutor de almas que já foi tangedor de jumentos


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

25/05/2009 | 00:00


Cônego Belisário: o condutor de almas que já foi tangedor de jumentos. De Humberto Domingos Pastore (texto), Neusa Maria Aparecida Ântico Barbosa (pesquisa) e José Valdemir Barbosa (prefácio). Projeto gráfico e diagramação: Valdir Guerra. Editor de imagens: Pablo Rodrigues Guerra. Bandeirantes Gráfica: 2009.

São 368 páginas e muitas fotos. E o cônego Belisário Elias de Souza, pároco da Imaculada Conceição de Mauá, já tem o seu livro de memórias. As histórias são daqui, da Diocese de Santo André, de Pacoti, no Ceará, onde ele nasceu em 1933, e de Roma. Na Itália, cônego Belisário cursou Ciências Sociais graças a uma bolsa de estudos que conseguiu por ter sido um excelente aluno.

Tudo está no livro. Uma das preciosidades da edição é a foto de 1958 que mostra o jovem Belisário sendo ordenado sacerdote pelas mãos de dom Jorge Marcos de Oliveira, nosso primeiro bispo, que a partir de amanhã ganha um simpósio de estudos em Santo André.

Cônego Belisário está presente em todo o Grande ABC, de várias formas. Mas é, em especial, um peregrino em Mauá, em seus bairros, vilas e favelas, sem deixar de lado a marca cabocla de Pacoti do interior cearense.

Frases

"Além de bom sacerdote, excelente pregador, cônego Belisário levou, por onde passou, sua intensa devoção a Nossa Senhora. Foi fiel a Jesus, amou e ama a Igreja e tem deixado uma multidão de discípulos, amigos e admiradores."

Maurício Soares de Almeida, ex-prefeito de São Bernardo

"Quando conheci o cônego Belisário, aprendi a amar Nossa Senhora."
Ilda Fernandes

"Deus o iluminou nascendo Belisário e foi infinitamente generoso conosco, fazendo com que cruzássemos seu caminho e pudéssemos partilhar sua companhia, carinho e amor."
Dave Rosa e família

"Agradecemos a Deus por ter colocado o cônego Belisário em nossa vida, através do Movimento de Cursilhos de Cristandade."
Tite e Eunice Corazza

"Quem esteve ao nosso lado nesses e em muitos outros momentos? Você."
Yvonne e Alceu Faria

"O cônego Belisário escolheu o sacerdócio, sem dúvida a mais difícil das profissões. Pela sua vocação, carisma, dedicação e amor ao próximo, a escolha não poderia ser melhor."
S. Takashima

O clube que ultrapassou fronteiras

Rotary Santo André Norte: 50 anos. Pesquisa: Mauro Rebellato Negrini, Jorge Rubertone, Álvaro Ferreira e Edmir Vieira de Camargo. Digitalização e diagramação: José Roberto Rubertone e Jorge Rubertone. Unic Gráfica e Editora, 2009.

Álbum ilustrado de 60 páginas que conta a história do Rotary Norte, o pioneiro Rotary Utinga. As primeiras ideias e ações, documentos e fotos, a listagem dos sócios fundadores, o certificado que o reconhece como internacional... tudo está no livro.

Homenagem especial é prestada a dois pioneiros em plena atividade: Eliseu Fedri e Yuao Motomura. A galeria de honra dos presidentes, de Fernando Figueroa (o primeiro) a José Nilson Colombo (o último antes do atual, Vanderlei Antonio Retondo). E as atividades.

A história do CAMP Piero Pollone é fascinante e faz jus ao idealismo do seu padrinho e benemérito, doador do terreno onde está a unidade do Jardim Ana Maria. Uma obra de formação educacional e humanista a jovens que tem continuidade pela ação de dona Apparecida, mulher de Pollone.

NOTÍCIA
Em razão de o território do clube não estar mais restrito ao 2º Subdistrito, em 29 de maio de 1968, na gestão do presidente Sebastião Di Lascio, o Rotary Clube de Utinga passou a designar-se Rotary Club Santo André Norte.

FUNDADORES
Takemi Suetsugu, Tujichi Yabumoto, Luiz Ferrari, Yuao Motomura, Gilberto Menezes Cabral, Wladislaw Kosior, Durvalino O. Santos, Eliseu Fedri, Isaías Apolinário, Hélcio J. Lorenzini, Benedito Beltrão, Alfredo Murin, Fernando Figueroa, Orlando Dall'Olio, Waldemar Benassi, Giovani Santacroce, Henrique Calderazzo, João Camargo Filho, João O. Mello, Acácio H. Torres e Leonardo Gatti.

ALMANAQUE
Nascimento: Santo André (Vila Matarazzo), 25 de maio de 1950.
Vereador: 1973 a 1992; 2005 até hoje (seis legislaturas).
Vice-prefeito: 1993 a 1996.
Partidos: MDB e PMDB.

Foi um dos vereadores mais jovens do Legislativo: ao ser eleito pela primeira vez, em 1972, tinha 22 anos e recebeu apoio do movimento estudantil. Formou-se em Economia e Ciências Contábeis pela Fundação Santo André e foi secretário municipal de Transportes.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sexta-feira, 25 de maio de 1979

Manchete - Gasolina terá preço majorado dia 28 e o gás não é aumentado

Imprensa - Prossegue a greve dos jornalistas. Em primeira página, a foto de um piquete na frente do jornal, na Rua Catequese. "O Diário não é contra o exercício da greve, instrumento legítimo dos trabalhadores. Em diversas ocasiões já se manifestou a respeito em editoriais. A determinação de não interromper a circulação do jornal é exercitar legítimo direito, tanto quanto o de fazer greve", escrevia o jornal.

EM 25 DE MAIO DE...
1929 - São Bernardo realiza a procissão da bandeira e mastro da Festa do Divino.

HOJE
Data Nacional Argentina (Revolução de 25 de maio de 1810), Dia Internacional do Sapateado, Dia Nacional da Adoção, Dia da Jordânia, Dia do Trabalhador Rural, Dia da Indústria e do Industrial, Dia da Costureira, Dia do Massagista e Dia da África.

SANTOS DO DIA
Beda (o Venerável), Gregório VII e Maria Madalena de Pazzi.

Gregório VII nasceu na Toscana em 1028. Chamava-se Hildebrando. Foi papa. Morreu no exílio no ano 1085.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

De Pacoti, um peregrino para Mauá

Cônego Belisário: o condutor de almas que já foi tangedor de jumentos

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

25/05/2009 | 00:00


Cônego Belisário: o condutor de almas que já foi tangedor de jumentos. De Humberto Domingos Pastore (texto), Neusa Maria Aparecida Ântico Barbosa (pesquisa) e José Valdemir Barbosa (prefácio). Projeto gráfico e diagramação: Valdir Guerra. Editor de imagens: Pablo Rodrigues Guerra. Bandeirantes Gráfica: 2009.

São 368 páginas e muitas fotos. E o cônego Belisário Elias de Souza, pároco da Imaculada Conceição de Mauá, já tem o seu livro de memórias. As histórias são daqui, da Diocese de Santo André, de Pacoti, no Ceará, onde ele nasceu em 1933, e de Roma. Na Itália, cônego Belisário cursou Ciências Sociais graças a uma bolsa de estudos que conseguiu por ter sido um excelente aluno.

Tudo está no livro. Uma das preciosidades da edição é a foto de 1958 que mostra o jovem Belisário sendo ordenado sacerdote pelas mãos de dom Jorge Marcos de Oliveira, nosso primeiro bispo, que a partir de amanhã ganha um simpósio de estudos em Santo André.

Cônego Belisário está presente em todo o Grande ABC, de várias formas. Mas é, em especial, um peregrino em Mauá, em seus bairros, vilas e favelas, sem deixar de lado a marca cabocla de Pacoti do interior cearense.

Frases

"Além de bom sacerdote, excelente pregador, cônego Belisário levou, por onde passou, sua intensa devoção a Nossa Senhora. Foi fiel a Jesus, amou e ama a Igreja e tem deixado uma multidão de discípulos, amigos e admiradores."

Maurício Soares de Almeida, ex-prefeito de São Bernardo

"Quando conheci o cônego Belisário, aprendi a amar Nossa Senhora."
Ilda Fernandes

"Deus o iluminou nascendo Belisário e foi infinitamente generoso conosco, fazendo com que cruzássemos seu caminho e pudéssemos partilhar sua companhia, carinho e amor."
Dave Rosa e família

"Agradecemos a Deus por ter colocado o cônego Belisário em nossa vida, através do Movimento de Cursilhos de Cristandade."
Tite e Eunice Corazza

"Quem esteve ao nosso lado nesses e em muitos outros momentos? Você."
Yvonne e Alceu Faria

"O cônego Belisário escolheu o sacerdócio, sem dúvida a mais difícil das profissões. Pela sua vocação, carisma, dedicação e amor ao próximo, a escolha não poderia ser melhor."
S. Takashima

O clube que ultrapassou fronteiras

Rotary Santo André Norte: 50 anos. Pesquisa: Mauro Rebellato Negrini, Jorge Rubertone, Álvaro Ferreira e Edmir Vieira de Camargo. Digitalização e diagramação: José Roberto Rubertone e Jorge Rubertone. Unic Gráfica e Editora, 2009.

Álbum ilustrado de 60 páginas que conta a história do Rotary Norte, o pioneiro Rotary Utinga. As primeiras ideias e ações, documentos e fotos, a listagem dos sócios fundadores, o certificado que o reconhece como internacional... tudo está no livro.

Homenagem especial é prestada a dois pioneiros em plena atividade: Eliseu Fedri e Yuao Motomura. A galeria de honra dos presidentes, de Fernando Figueroa (o primeiro) a José Nilson Colombo (o último antes do atual, Vanderlei Antonio Retondo). E as atividades.

A história do CAMP Piero Pollone é fascinante e faz jus ao idealismo do seu padrinho e benemérito, doador do terreno onde está a unidade do Jardim Ana Maria. Uma obra de formação educacional e humanista a jovens que tem continuidade pela ação de dona Apparecida, mulher de Pollone.

NOTÍCIA
Em razão de o território do clube não estar mais restrito ao 2º Subdistrito, em 29 de maio de 1968, na gestão do presidente Sebastião Di Lascio, o Rotary Clube de Utinga passou a designar-se Rotary Club Santo André Norte.

FUNDADORES
Takemi Suetsugu, Tujichi Yabumoto, Luiz Ferrari, Yuao Motomura, Gilberto Menezes Cabral, Wladislaw Kosior, Durvalino O. Santos, Eliseu Fedri, Isaías Apolinário, Hélcio J. Lorenzini, Benedito Beltrão, Alfredo Murin, Fernando Figueroa, Orlando Dall'Olio, Waldemar Benassi, Giovani Santacroce, Henrique Calderazzo, João Camargo Filho, João O. Mello, Acácio H. Torres e Leonardo Gatti.

ALMANAQUE
Nascimento: Santo André (Vila Matarazzo), 25 de maio de 1950.
Vereador: 1973 a 1992; 2005 até hoje (seis legislaturas).
Vice-prefeito: 1993 a 1996.
Partidos: MDB e PMDB.

Foi um dos vereadores mais jovens do Legislativo: ao ser eleito pela primeira vez, em 1972, tinha 22 anos e recebeu apoio do movimento estudantil. Formou-se em Economia e Ciências Contábeis pela Fundação Santo André e foi secretário municipal de Transportes.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sexta-feira, 25 de maio de 1979

Manchete - Gasolina terá preço majorado dia 28 e o gás não é aumentado

Imprensa - Prossegue a greve dos jornalistas. Em primeira página, a foto de um piquete na frente do jornal, na Rua Catequese. "O Diário não é contra o exercício da greve, instrumento legítimo dos trabalhadores. Em diversas ocasiões já se manifestou a respeito em editoriais. A determinação de não interromper a circulação do jornal é exercitar legítimo direito, tanto quanto o de fazer greve", escrevia o jornal.

EM 25 DE MAIO DE...
1929 - São Bernardo realiza a procissão da bandeira e mastro da Festa do Divino.

HOJE
Data Nacional Argentina (Revolução de 25 de maio de 1810), Dia Internacional do Sapateado, Dia Nacional da Adoção, Dia da Jordânia, Dia do Trabalhador Rural, Dia da Indústria e do Industrial, Dia da Costureira, Dia do Massagista e Dia da África.

SANTOS DO DIA
Beda (o Venerável), Gregório VII e Maria Madalena de Pazzi.

Gregório VII nasceu na Toscana em 1028. Chamava-se Hildebrando. Foi papa. Morreu no exílio no ano 1085.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;