Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Tiroteio em hospital em Nova York não é tratado como terrorismo pela polícia

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


30/06/2017 | 17:27


O tiroteio no Hospital Bronx-Lebanon, em Nova York, está sendo tratado pelo Departamento de Polícia da cidade (NYPD, na sigla em inglês) como um incidente em um local de trabalho, não relacionado a terrorismo. Segundo o NYPD, o atirador foi morto no hospital.

Até o momento, a polícia que duas pessoas foram baleadas. A rede de TV americana CNN, no entanto, afirma que entre 4 e 8 pessoas foram alvo do atirador. Além da polícia, o Departamento de Bombeiros de Nova York também está respondendo ao incidente, disse um porta-voz.

A identidade do atirador ainda não foi revelada, mas acredita-se que ele seja um ex-funcionário do centro hospitalar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tiroteio em hospital em Nova York não é tratado como terrorismo pela polícia


30/06/2017 | 17:27


O tiroteio no Hospital Bronx-Lebanon, em Nova York, está sendo tratado pelo Departamento de Polícia da cidade (NYPD, na sigla em inglês) como um incidente em um local de trabalho, não relacionado a terrorismo. Segundo o NYPD, o atirador foi morto no hospital.

Até o momento, a polícia que duas pessoas foram baleadas. A rede de TV americana CNN, no entanto, afirma que entre 4 e 8 pessoas foram alvo do atirador. Além da polícia, o Departamento de Bombeiros de Nova York também está respondendo ao incidente, disse um porta-voz.

A identidade do atirador ainda não foi revelada, mas acredita-se que ele seja um ex-funcionário do centro hospitalar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;