Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Lei determina busca imediata de crianças desaparecidas



07/01/2006 | 08:19


A busca de menores desaparecidos deve começar imediatamente após a comunicação do fato à polícia e não mais depois de decorrido o prazo de 24 a 48 horas desde o registro do desaparecimento. A medida, prevista na lei 11.259, sancionada esta semana pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já está em vigor, mas chegou tarde para milhares de famílias de crianças e adolescentes não localizadas por causa do atraso nas investigações.

Entidades de direitos humanos estimam que no Brasil desaparecem cerca de 200 mil pessoas a cada ano. Quarenta mil delas são crianças e adolescentes. Cerca de 25% dessas ocorrências são registradas em São Paulo. A maioria dos casos é solucionada nas primeiras 48 horas, mas entre 10% e 15% ficam insolúveis. Isso significa um total de 4 e 6 mil menores que a cada ano permanecem desaparecidos.

Segundo dados da Redesap (Rede de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos), criada pelo governo federal há três anos e integrada também por entidades civis, parcela desses desaparecidos é assassinada.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;