Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Petróleo e biodiesel viram dircurso eleitoral de Lula



27/07/2006 | 00:38


Em busca de números positivos para apresentar na campanha pela reeleição, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a exaltar a auto-suficiência em petróleo e o aumento da produção de biodiesel. Numa solenidade no Palácio do Planalto, ele ressaltou que a Petrobras apóia, fortemente, o projeto de combustíveis renováveis e afirmou que não há mais preocupação com preços.

“Eu digo sempre, a Petrobras nunca pode se ofender com isso, mas a Petrobras não pensava muito em outra coisa que não fosse petróleo, e, como agora ficamos auto-suficientes, está pouco preocupando-se com o preço do petróleo”, disse, minimizando as recentes oscilações no mercado internacional do combustível.

Lula afirmou que o Brasil terá em 2007 os 840 milhões de litros de biodiesel que eram esperados pelo governo apenas para 2008 – quando a mistura de 2% de biodiesel ao diesel comum passará a ser obrigatória. “Quem sabe um dia a gente tenha um carro totalmente a biodiesel e a Petrobras exporte o nosso óleo diesel para trazer mais reservas para o Brasil”, disse o presidente, em solenidade no Palácio do Planalto na qual foram assinados os contratos de compra de biodiesel selados no leilão realizado em 30 de março pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). “Estamos plantando petróleo”, afirmou, numa referência às plantações de mamona, palma e outras espécies usadas na produção do biodiesel.

Foram assinados contratos para a compra de 170 milhões de litros de biodiesel. Desse total, 93% foram adquiridos pela Petrobras, enquanto os 7% restantes foram, pela Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), que também integra o sistema Petrobras. A legislação estabelece que, a partir de 2008, todo o diesel vendido no País terá de conter 2% de biodiesel.

Depois de 2013, a regra determina que essa mistura deverá subir para 5%. Após o evento de hoje no Palácio do Planalto, o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, disse que é possível que o governo antecipe essas metas por causa do crescimento na produção desses combustíveis vegetais.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Petróleo e biodiesel viram dircurso eleitoral de Lula


27/07/2006 | 00:38


Em busca de números positivos para apresentar na campanha pela reeleição, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a exaltar a auto-suficiência em petróleo e o aumento da produção de biodiesel. Numa solenidade no Palácio do Planalto, ele ressaltou que a Petrobras apóia, fortemente, o projeto de combustíveis renováveis e afirmou que não há mais preocupação com preços.

“Eu digo sempre, a Petrobras nunca pode se ofender com isso, mas a Petrobras não pensava muito em outra coisa que não fosse petróleo, e, como agora ficamos auto-suficientes, está pouco preocupando-se com o preço do petróleo”, disse, minimizando as recentes oscilações no mercado internacional do combustível.

Lula afirmou que o Brasil terá em 2007 os 840 milhões de litros de biodiesel que eram esperados pelo governo apenas para 2008 – quando a mistura de 2% de biodiesel ao diesel comum passará a ser obrigatória. “Quem sabe um dia a gente tenha um carro totalmente a biodiesel e a Petrobras exporte o nosso óleo diesel para trazer mais reservas para o Brasil”, disse o presidente, em solenidade no Palácio do Planalto na qual foram assinados os contratos de compra de biodiesel selados no leilão realizado em 30 de março pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). “Estamos plantando petróleo”, afirmou, numa referência às plantações de mamona, palma e outras espécies usadas na produção do biodiesel.

Foram assinados contratos para a compra de 170 milhões de litros de biodiesel. Desse total, 93% foram adquiridos pela Petrobras, enquanto os 7% restantes foram, pela Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), que também integra o sistema Petrobras. A legislação estabelece que, a partir de 2008, todo o diesel vendido no País terá de conter 2% de biodiesel.

Depois de 2013, a regra determina que essa mistura deverá subir para 5%. Após o evento de hoje no Palácio do Planalto, o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, disse que é possível que o governo antecipe essas metas por causa do crescimento na produção desses combustíveis vegetais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;