Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

No Dia dos Namorados, comércio de flores espera crescer até 30% na região

Celso Luiz  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Proprietários de floriculturas estimam que
procura comece a aumentar a partir de hoje


Flavia Kurotori
Especial para o Diário

10/06/2017 | 08:57


Comemorado na segunda-feira, o Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes para o comércio de flores. Pesquisa do Observatório Econômico da Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo, aponta que flor é opção de presente para 3,6% das pessoas na região. As floriculturas esperam que o movimento comece a aquecer ainda hoje, uma vez que alguns casais antecipam a comemoração. O comércio do Grande ABC estima crescimento de até 30% em relação a 2016.

Segundo levantamento do Sindiflores (Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo), em parceria com a Hórtica Consultoria, o crescimento nas vendas deve ser de 4,5%, enquanto o tíquete médio é de R$ 82,25 – ante os R$ 100 mostrada pela PIC.“Os preços estão estáveis, pois com o mercado desaquecido, o pessoal tem receio de aumentar”, atesta o engenheiro agrônomo e responsável pelo mercado de flores da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) Fábio De Benedetto.

Ainda de acordo com De Benedetto, “as flores de corte, como as rosas, são as mais procuradas para a data, por isso esperamos um crescimento expressivo”. Nas sete cidades, é possível encontrar um buquê com 14 botões de rosas nacionais a partir de R$ 95.

RESTAURANTES
A pesquisa da Metodista também aponta que 5,5% das pessoas pretendem presentear com um jantar ou passeio. “Este ano não está mostrando-se melhor do que 2016 como um todo. então a expectativa para o setor é que o movimento se mantenha no Dia dos Namorados”, explica o presidente do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC), Roberto Moreira.

Assim como nas floriculturas, o movimento começa a aquecer a partir de hoje, já registrando bom número de reservas para duas pessoas. “Apesar de alguns casais anteciparem, a maioria prefere comemorar na segunda-feira mesmo”, comenta Guilherme Miranda, de Santo André. Proprietária de restaurante em São Bernardo, Graziela Montanaro está mais otimista e espera movimento maior do que em 2016. “Todos os anos registramos aumento na procura”, comenta. A casa preparou menu especial para a segunda-feira, composto de entrada, prato principal e sobremesa, que, segundo ela, sairá mais em conta do que os pratos tradicionais do cardápio. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No Dia dos Namorados, comércio de flores espera crescer até 30% na região

Proprietários de floriculturas estimam que
procura comece a aumentar a partir de hoje

Flavia Kurotori
Especial para o Diário

10/06/2017 | 08:57


Comemorado na segunda-feira, o Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes para o comércio de flores. Pesquisa do Observatório Econômico da Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo, aponta que flor é opção de presente para 3,6% das pessoas na região. As floriculturas esperam que o movimento comece a aquecer ainda hoje, uma vez que alguns casais antecipam a comemoração. O comércio do Grande ABC estima crescimento de até 30% em relação a 2016.

Segundo levantamento do Sindiflores (Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo), em parceria com a Hórtica Consultoria, o crescimento nas vendas deve ser de 4,5%, enquanto o tíquete médio é de R$ 82,25 – ante os R$ 100 mostrada pela PIC.“Os preços estão estáveis, pois com o mercado desaquecido, o pessoal tem receio de aumentar”, atesta o engenheiro agrônomo e responsável pelo mercado de flores da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) Fábio De Benedetto.

Ainda de acordo com De Benedetto, “as flores de corte, como as rosas, são as mais procuradas para a data, por isso esperamos um crescimento expressivo”. Nas sete cidades, é possível encontrar um buquê com 14 botões de rosas nacionais a partir de R$ 95.

RESTAURANTES
A pesquisa da Metodista também aponta que 5,5% das pessoas pretendem presentear com um jantar ou passeio. “Este ano não está mostrando-se melhor do que 2016 como um todo. então a expectativa para o setor é que o movimento se mantenha no Dia dos Namorados”, explica o presidente do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC), Roberto Moreira.

Assim como nas floriculturas, o movimento começa a aquecer a partir de hoje, já registrando bom número de reservas para duas pessoas. “Apesar de alguns casais anteciparem, a maioria prefere comemorar na segunda-feira mesmo”, comenta Guilherme Miranda, de Santo André. Proprietária de restaurante em São Bernardo, Graziela Montanaro está mais otimista e espera movimento maior do que em 2016. “Todos os anos registramos aumento na procura”, comenta. A casa preparou menu especial para a segunda-feira, composto de entrada, prato principal e sobremesa, que, segundo ela, sairá mais em conta do que os pratos tradicionais do cardápio. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;