Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Remédio promete emagrecer dormindo


Do Diário OnLine

16/05/2003 | 14:05


Uma empresa de Piracicaba, interior de São Paulo, está vendendo por e-mail um medicamento "revolucionário" que emagrece enquanto a pessoa dorme. O Herbajuice, que não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), promete reduzir o peso do paciente em até nove quilos no período de um mês.

A mensagem propagada pela Internet afirma que o Herbajuice é um composto de ervas e algas. Porém, a empresa não informou à reportagem quais os componentes do produto, após insistentes tentativas. O funcionário responsável pela venda do medicamento informou que há registro nos órgãos federais, mas a empresa Heik Rosa de Almeida não está cadastrada na Anvisa.

O endocrinologista Luiz Akira, do Hospital Assunção, disse que ainda não foi descoberto um remédio eficaz para emagrecer. "Sabemos que a obesidade é um problema genético e que esses genes têm muitas mutações. Portanto, para resolver esse problema, é preciso criar um remédio que bloqueie o código desse gene e também de todas suas mutações ", explicou.

A empresa diz que o produto estimula o metabolismo, queimando açúcares e gorduras. Porém, o médico alerta que os medicamentos que trabalham para aumentar o metabolismo costumam elevar a freqüência cardíaca. Isto torna o produto inviável, já que pode provocar enfarto.

Para o médico, a melhor maneira de se combater a obesidade é a mudança de hábito, como a reeducação alimentar a e prática de exercícios.

A Anvisa alerta quanto à venda de medicamentos pela Internet. Segundo o órgão, há riscos de se consumir um remédio com origem desconhecida e duvidosa, o que pode provocar reações no organismo. Além disso, a Anvisa pede que os consumidores tenham cuidado ao comprar produtos que prometem curas milagrosas para doenças graves ou remédios que curem várias doenças.

Os consumidores que desconfiam de produtos ilegais podem denunciá-los à Ouvidoria da Anvisa (no site do órgão ) ou ao disque-saúde do Ministério da Saúde, no telefone 0800 61 1997.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;