Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

GP Brasil recebe campeões olímpicos

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Thiago Braz, do salto com vara , e
polonesa do arremesso de martelo são atrações


Marcelo Agachoy
Especial para o Diário

03/06/2017 | 07:00


Pelo segundo ano consecutivo, a Arena Caixa em São Bernardo recebe o Grande Prêmio Brasil de Atletismo, competição que faz parte do circuito mundial da Associação Internacional de Federações de Atletismo e classifica os atletas para o Mundial de Londres, em agosto.
Entre os principais nomes que se apresentarão a partir das 14h está o campeão olímpico Thiago Braz, do salto com vara, a modalidade de abertura. Será a primeira vez que ele irá competir em solo brasileiro desde a medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

Atual detentor dos recordes sul-americano e olímpico com 6,03 metros, que lhe rendeu a medalha, o brasileiro de 23 anos não deve repetir a marca acima dos seis metros. Braz não teve um dos melhores inícios de temporada em 2017, sendo que foi eliminado com zero em seu último compromisso, a etapa de Eugene, nos Estados Unidos, parte da Liga Diamante.

Apesar disso, o atleta já conquistou a classificação para o Mundial de Londres, que tem como índice a altura de 5,70 m. Em janeiro, Braz conquistou a marca de 5,86 m no Meeting de Rouen, na França. Esta foi a segunda melhor marca de 2017, atrás apenas dos 6 metros saltados pelo polonês Piotr Lisek na Alemanha, em abril.

“Passei por altos e baixos depois da Olimpíada, a preparação foi uma época de bastante pressão para mim. Agora deu uma tranquilizada, não estou me pressionando tanto, mas ainda tem algumas coisas que tecnicamente precisam ser finalizadas”, declarou ele. “É período de adaptação, então é normal não ter sempre os melhores resultados no começo.”

O recorde mundial do salto com vara pertence ao francês Renaud Lavillenie, rival de Braz e que ficou marcado na última edição dos Jogos Olímpicos por reclamar do barulho da torcida brasileira. Ele detém a marca de 6,16 m, conquistada em 2014 em competição em Donetsk, na Ucrânia.

Bater o recorde de Lavillenie está nos planos do brasileiro para o ciclo olímpico de Tóquio-2020, mas, segundo Braz, não será neste ano que ele atingirá a marca. A competição de hoje servirá de treinamento para o Mundial.

Técnico de Braz, o ucraniano Vitaly Petrov declarou que o atleta vem treinando com o alvo entre 5,65 m e 5,70 m. “Para este ano, a prioridade é o treinamento. Não só a condição física, mas a parte mental também estava muito desgastada. Foi difícil para o Thiago reorganizar a vida após o sucesso nos Jogos Olímpicos, foram muitas mudanças”, afirmou.

Petrov, que também treinou outros grandes nomes do salto com vara, como Sergey Bubka e Yelena Isinbayeva, disse que deve reforçar mais o treinamento psicológico, embora neste ano as atividades sejam mais leves do que no fim do ciclo olímpico. “Em três anos, com mais preparação, mais experiência, ele pode superar esse recorde mundial. O Thiago é um garoto incrível.”

OUTROS NOMES
Além de Thiago Braz, outra campeã olímpica estará presente hoje em São Bernardo. A polonesa Anita Wlodarczyk, que conquistou o ouro nas últimas duas edições da Olimpíada, irá disputar a prova de arremesso de martelo, que terá início às 14h15. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

GP Brasil recebe campeões olímpicos

Thiago Braz, do salto com vara , e
polonesa do arremesso de martelo são atrações

Marcelo Agachoy
Especial para o Diário

03/06/2017 | 07:00


Pelo segundo ano consecutivo, a Arena Caixa em São Bernardo recebe o Grande Prêmio Brasil de Atletismo, competição que faz parte do circuito mundial da Associação Internacional de Federações de Atletismo e classifica os atletas para o Mundial de Londres, em agosto.
Entre os principais nomes que se apresentarão a partir das 14h está o campeão olímpico Thiago Braz, do salto com vara, a modalidade de abertura. Será a primeira vez que ele irá competir em solo brasileiro desde a medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

Atual detentor dos recordes sul-americano e olímpico com 6,03 metros, que lhe rendeu a medalha, o brasileiro de 23 anos não deve repetir a marca acima dos seis metros. Braz não teve um dos melhores inícios de temporada em 2017, sendo que foi eliminado com zero em seu último compromisso, a etapa de Eugene, nos Estados Unidos, parte da Liga Diamante.

Apesar disso, o atleta já conquistou a classificação para o Mundial de Londres, que tem como índice a altura de 5,70 m. Em janeiro, Braz conquistou a marca de 5,86 m no Meeting de Rouen, na França. Esta foi a segunda melhor marca de 2017, atrás apenas dos 6 metros saltados pelo polonês Piotr Lisek na Alemanha, em abril.

“Passei por altos e baixos depois da Olimpíada, a preparação foi uma época de bastante pressão para mim. Agora deu uma tranquilizada, não estou me pressionando tanto, mas ainda tem algumas coisas que tecnicamente precisam ser finalizadas”, declarou ele. “É período de adaptação, então é normal não ter sempre os melhores resultados no começo.”

O recorde mundial do salto com vara pertence ao francês Renaud Lavillenie, rival de Braz e que ficou marcado na última edição dos Jogos Olímpicos por reclamar do barulho da torcida brasileira. Ele detém a marca de 6,16 m, conquistada em 2014 em competição em Donetsk, na Ucrânia.

Bater o recorde de Lavillenie está nos planos do brasileiro para o ciclo olímpico de Tóquio-2020, mas, segundo Braz, não será neste ano que ele atingirá a marca. A competição de hoje servirá de treinamento para o Mundial.

Técnico de Braz, o ucraniano Vitaly Petrov declarou que o atleta vem treinando com o alvo entre 5,65 m e 5,70 m. “Para este ano, a prioridade é o treinamento. Não só a condição física, mas a parte mental também estava muito desgastada. Foi difícil para o Thiago reorganizar a vida após o sucesso nos Jogos Olímpicos, foram muitas mudanças”, afirmou.

Petrov, que também treinou outros grandes nomes do salto com vara, como Sergey Bubka e Yelena Isinbayeva, disse que deve reforçar mais o treinamento psicológico, embora neste ano as atividades sejam mais leves do que no fim do ciclo olímpico. “Em três anos, com mais preparação, mais experiência, ele pode superar esse recorde mundial. O Thiago é um garoto incrível.”

OUTROS NOMES
Além de Thiago Braz, outra campeã olímpica estará presente hoje em São Bernardo. A polonesa Anita Wlodarczyk, que conquistou o ouro nas últimas duas edições da Olimpíada, irá disputar a prova de arremesso de martelo, que terá início às 14h15. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;