Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Secretário é profissão de risco em Mauá


Raphael Rocha

31/05/2017 | 07:00


Ser secretário na Prefeitura de Mauá tem se mostrado uma das atividades mais inseguras no Grande ABC. Em 151 dias de gestão de Atila Jacomussi (PSB), oito trocas de secretários foram efetuadas. A média é de uma mudança a cada 19 dias. Ou seja, houve titular do setor que sequer completou três semanas à frente do cargo. Isso sem contar as duas demissões na superintendência do Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini – contabilizadas as saídas de Ricardo Carajeleascow e Renata Martello, a média passa a ser de um desligamento a cada 15 dias.

BASTIDORES

Antipichação
O vice-prefeito de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), fez apresentação na Câmara do projeto antipichação, ao estilo do proposto pelo prefeito da Capital, João Doria (PSDB). A intenção é multar em R$ 3.500 quem for pego pichando paredes e até R$ 8.000 quem foi flagrado depredando monumentos históricos e tombados. Em caso de reincidência a quantia será dobrada. “Estamos propondo para nossa cidade a implantação de nova política que contribuirá, entre outros aspectos, no processo de valorização do potencial turístico e no fomento às atividades do comércio local”, afirmou o petebista. O texto agora será apreciado pelos vereadores.

Vai que fica
O núcleo duro do governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), está otimista quanto à permanência de João Abukater Neto à frente da Secretaria de Habitação. Abukater foi indicado pelo presidente Michel Temer (PMDB) a assumir uma das diretorias da Anvisa, mas está com pé atrás sobre ir para Brasília em meio à crise política do governo federal.

Pela saída de Temer
Advogados de Diadema preparam ato em apoio ao pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB). O protesto está marcado para hoje, às 16h30, em frente à Casa do Advogado de Diadema (Vila Conceição). A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) nacional protocolou requisição de afastamento de Temer na semana passada.

Lauro e o PSDB
O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), esteve ontem na sede do diretório estadual do PSDB, ao lado do secretário de Segurança Alimentar, Atevaldo Leitão (PSDB), e do assessor especial José Dourado (PSDB), para cobrar definição sobre o diretório tucano na cidade. Disse que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) devia o mandato para ele. Mas saiu de lá sem conseguir emplacar seu nome para o partido em Diadema.

Candidatura em pé
Apesar de ter ouvido do ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) que ele sairá candidato a deputado federal, o vereador diademense Ronaldo Lacerda (PT) segue a construção de sua empreitada à Câmara Federal. Tanto que, na segunda-feira, reuniu-se com o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira e seus apoiadores para tratar da campanha do ano que vem.

Paz e amor
Habitués da Câmara de Mauá encararam com bom humor o pedido do vereador Ricardinho da Enfermagem (PTB) para que haja guarda-civil municipal acompanhando as sessões devido ao clima tenso dos últimos trabalhos. Moradores levaram flores para o petebista e prometeram atuação de paz e amor nas próximas semanas no Legislativo mauaense. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Secretário é profissão de risco em Mauá

Raphael Rocha

31/05/2017 | 07:00


Ser secretário na Prefeitura de Mauá tem se mostrado uma das atividades mais inseguras no Grande ABC. Em 151 dias de gestão de Atila Jacomussi (PSB), oito trocas de secretários foram efetuadas. A média é de uma mudança a cada 19 dias. Ou seja, houve titular do setor que sequer completou três semanas à frente do cargo. Isso sem contar as duas demissões na superintendência do Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini – contabilizadas as saídas de Ricardo Carajeleascow e Renata Martello, a média passa a ser de um desligamento a cada 15 dias.

BASTIDORES

Antipichação
O vice-prefeito de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), fez apresentação na Câmara do projeto antipichação, ao estilo do proposto pelo prefeito da Capital, João Doria (PSDB). A intenção é multar em R$ 3.500 quem for pego pichando paredes e até R$ 8.000 quem foi flagrado depredando monumentos históricos e tombados. Em caso de reincidência a quantia será dobrada. “Estamos propondo para nossa cidade a implantação de nova política que contribuirá, entre outros aspectos, no processo de valorização do potencial turístico e no fomento às atividades do comércio local”, afirmou o petebista. O texto agora será apreciado pelos vereadores.

Vai que fica
O núcleo duro do governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), está otimista quanto à permanência de João Abukater Neto à frente da Secretaria de Habitação. Abukater foi indicado pelo presidente Michel Temer (PMDB) a assumir uma das diretorias da Anvisa, mas está com pé atrás sobre ir para Brasília em meio à crise política do governo federal.

Pela saída de Temer
Advogados de Diadema preparam ato em apoio ao pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB). O protesto está marcado para hoje, às 16h30, em frente à Casa do Advogado de Diadema (Vila Conceição). A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) nacional protocolou requisição de afastamento de Temer na semana passada.

Lauro e o PSDB
O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), esteve ontem na sede do diretório estadual do PSDB, ao lado do secretário de Segurança Alimentar, Atevaldo Leitão (PSDB), e do assessor especial José Dourado (PSDB), para cobrar definição sobre o diretório tucano na cidade. Disse que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) devia o mandato para ele. Mas saiu de lá sem conseguir emplacar seu nome para o partido em Diadema.

Candidatura em pé
Apesar de ter ouvido do ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) que ele sairá candidato a deputado federal, o vereador diademense Ronaldo Lacerda (PT) segue a construção de sua empreitada à Câmara Federal. Tanto que, na segunda-feira, reuniu-se com o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira e seus apoiadores para tratar da campanha do ano que vem.

Paz e amor
Habitués da Câmara de Mauá encararam com bom humor o pedido do vereador Ricardinho da Enfermagem (PTB) para que haja guarda-civil municipal acompanhando as sessões devido ao clima tenso dos últimos trabalhos. Moradores levaram flores para o petebista e prometeram atuação de paz e amor nas próximas semanas no Legislativo mauaense. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;