Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula confirma que poderá se candidatar a presidente em 2018

Antônio Cruz/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Petista evitou comentar denúncias feitas por Joesley Batista, da JBS


Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

21/05/2017 | 07:00


Um dia após ter sido citado na delação de Joesley Batista, da JBS, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em São Bernardo, fez discurso em clima de campanha eleitoral e admitiu que pode concorrer à Presidência da República.

“Com essa provocação e perseguição que tenho sofrido, com acusações de dinheiro que não recebi, me dá vontade de disputar a eleição. A minha definição depende do partido, da construção de aliança política, da Justiça e da minha saúde. Mas eu quero que a TV Globo lance um candidato e queremos derrotar o candidato dela”, declarou, referindo-se aos processos que enfrenta na Justiça.

O petista convocou a militância para participar de protestos, marcados para hoje, contra o presidente Michel Temer (PMDB).

“Todos aqueles que querem Diretas Já precisam estar na (Avenida) Paulista. É muito importante e possivelmente eu nem possa ir. Já recebi uma intimação por campanha antecipada”, afirmou Lula, que participou da posse de Brás Marinho, reconduzido à presidência do diretório do PT de São Bernardo.

O ex-presidente ainda pontuou que o partido tem condições de recuperar a imagem do Brasil. “Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção. Ninguém na história deste País criou mais mecanismos para combater a corrupção do que o PT nos 12 anos em que esteve no governo”, prosseguiu.

Por outro lado, o petista evitou qualquer menção às denúncias feitas por Joesley, que acusou o próprio Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff de terem duas contas de propina no Exterior, com saldo de US$ 150 milhões, em 2014.

O empresário revelou que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda, governos Lula e Dilma) operava as contas. O delator destacou que em 2009 destinou uma conta a Lula e no ano seguinte, outra para Dilma.

Atualmente, Lula é réu em cinco inquéritos na Operação Lava Jato e, no dia 10, o político prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no Paraná. A oitiva tratou sobre a possível de compra do triplex no Guarujá, litoral paulista, que pertenceria ao ex-presidente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula confirma que poderá se candidatar a presidente em 2018

Petista evitou comentar denúncias feitas por Joesley Batista, da JBS

Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

21/05/2017 | 07:00


Um dia após ter sido citado na delação de Joesley Batista, da JBS, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em São Bernardo, fez discurso em clima de campanha eleitoral e admitiu que pode concorrer à Presidência da República.

“Com essa provocação e perseguição que tenho sofrido, com acusações de dinheiro que não recebi, me dá vontade de disputar a eleição. A minha definição depende do partido, da construção de aliança política, da Justiça e da minha saúde. Mas eu quero que a TV Globo lance um candidato e queremos derrotar o candidato dela”, declarou, referindo-se aos processos que enfrenta na Justiça.

O petista convocou a militância para participar de protestos, marcados para hoje, contra o presidente Michel Temer (PMDB).

“Todos aqueles que querem Diretas Já precisam estar na (Avenida) Paulista. É muito importante e possivelmente eu nem possa ir. Já recebi uma intimação por campanha antecipada”, afirmou Lula, que participou da posse de Brás Marinho, reconduzido à presidência do diretório do PT de São Bernardo.

O ex-presidente ainda pontuou que o partido tem condições de recuperar a imagem do Brasil. “Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção. Ninguém na história deste País criou mais mecanismos para combater a corrupção do que o PT nos 12 anos em que esteve no governo”, prosseguiu.

Por outro lado, o petista evitou qualquer menção às denúncias feitas por Joesley, que acusou o próprio Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff de terem duas contas de propina no Exterior, com saldo de US$ 150 milhões, em 2014.

O empresário revelou que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda, governos Lula e Dilma) operava as contas. O delator destacou que em 2009 destinou uma conta a Lula e no ano seguinte, outra para Dilma.

Atualmente, Lula é réu em cinco inquéritos na Operação Lava Jato e, no dia 10, o político prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no Paraná. A oitiva tratou sobre a possível de compra do triplex no Guarujá, litoral paulista, que pertenceria ao ex-presidente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;