Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Consórcio SBC rebate declarações de técnica da Cetesb


da Redação

12/05/2017 | 07:00


O Consórcio SBC Valorização de Resíduos Sólidos Revita e Lara rebateu as declarações de Ana Cristina Pasini da Costa, diretora de avaliação de impacto ambiental da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Em depoimento na CPI do Lixo, em São Bernardo, ela declarou que o arquivamento do processo de licenciamento da usina de incineração decorreu da falta de documentação apresentada pela empresa.

“A não conclusão do licenciamento da Spar-URE (denominação técnica da usina) não decorre de condutas da concessionária e sim da falta de liberação de áreas para a implementação do empreendimento, o que é de exclusiva responsabilidade da Prefeitura, sendo certo que a concessionária apresentou seis alternativas a serem consideradas, quando da apresentação do EIA (Estudo de Impacto Ambiental)”, disse a companhia, por nota.

A área inicial escolhida para instalação da usina era o antigo lixão do Alvarenga, ainda no governo de Luiz Marinho (PT). Apesar de constar em contrato, a construção do empreendimento não avançou.

“No que se refere ao estudo de emissão atmosférica, a concessionária o entregou à Cetesb ainda em 2013, bem como as informações técnicas solicitadas posteriormente. Todavia, a conclusão da análise referente ao estudo de emissão atmosférica envolve a definição de cronograma no qual a definição das áreas envolvidas a serem liberadas pela Prefeitura é indispensável”, adicionou o consórcio.

Segundo Ana Cristina, ao longo da análise realizada pela Cetesb foi requisitado esse estudo de emissões atmosféricas do empreendimento, que não teria sido apresentado pela empresa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;