Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Justiça determina exame de DNA para Del Nero

Comerciante Eduardo Tatsuoka busca reconhecimento de paternidade do dirigente


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

04/05/2017 | 07:00


A Justiça de São Paulo determinou que o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, refaça o exame de DNA por conta de ação movida por Eduardo Tatsuoka, na qual o comerciante paulista de 49 anos pleteia o reconhecimento de paternidade. A coleta do material genético será realizada no Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo, e ambas as partes devem comparecer – a data não foi determinada.
Tatsuoka descobriu há sete anos ser filho de Del Nero, fruto de namoro da juventude entre sua mãe e o principal mandatário do futebol brasileiro. Tempos após a descoberta, teve contato com o presidente da CBF e ambos realizaram um primeiro exame de DNA, o qual comprovou compatibilidade genética de 99,99997% entre eles.

Porém, depois da comprovação e algumas promessas não cumpridas, o dirigente se afastou do comerciante, que agora busca o reconhecimento de paternidade para ter acesso aos seus direitos.

“Fui comunicado pelo advogado a respeito dessa movimentação. Não sei qual a intenção dele (Del Nero) em pedir novo DNA, sendo que foi feito num laboratório conceituado e com a presença dele, na época. Não sei se é para ganhar tempo ou confirmar, mas não me oponho a nada, vamos fazer, sem problema”, disse ontem Tatsuoka ao Diário. “Mas acho que o processo está dando andamento, isso é bom”, emendou ele.

Já para o advogado de Tatsuoka, Lucio de Lyra Silva, de Diadema, a determinação da Justiça “foi uma medida com objetivo de procrastinar o feito. O juiz, com base nos princípios constitucionais, ampla defesa e contraditório, determinou a realização de novo exame. Estamos aguardando a data”. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;