Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Temer é aguardado em festa de Paulo Pinheiro


Beto Silva
do Diário do Grande ABC

05/10/2011 | 07:01


Para exibir força e mostrar que o PMDB colocará nas ruas uma campanha de grande porte para, de fato, entrar na eleição para conquistar o Palácio da Cerâmica, o vice-presidente da República, Michel Temer, é aguardado na festa de apresentação do vereador Paulo Pinheiro ao partido.

O evento ainda não tem data para ocorrer, mas a intenção é promovê-lo ainda neste mês. A legenda aguarda a definição do imbróglio jurídico que envolve o comando municipal da sigla. O partido passou por intervenção em abril e se tornou oposição na cidade. Os dirigentes anteriores, aliados do prefeito José Auricchio Júnior (PTB), foram para a Justiça impedir a mudança e tiveram liminar deferida na semana passada. O diretório estadual recorreu.

Assim que a situação for resolvida, o PMDB dará início a série de ações para promover Paulo Pinheiro. Os peemedebistas estaduais estão confiantes na retomada da agremiação em São Caetano, mas mantêm cautela. Até mesmo a divulgação da assinatura da ficha de filiação do vereador ao partido, ocorrida oficialmente na sexta-feira, foi mantida em sigilo - inicialmente, o presidente paulista da legenda, Baleia Rossi, havia dito que o ingresso do ex-petebista ocorrera dia 21. Até mesmo as fotos do ato estão guardadas.

Se concretizada, a presença de Temer na atividade será emblemática. Os caciques dos partidos costumam passar longe de São Caetano, considerado até então território impenetrável.

Na campanha de 2008, por exemplo, Luiz Inácio Lula da Silva, com toda sua popularidade, que ajudou os petistas a alavancarem suas candidaturas, passou longe da cidade para evitar desgaste. A figura de maior expressão do PT em solo são-caetanense foi o senador Eduardo Suplicy.

Contra-ataque - Sem titubear, o prefeito Auricchio tem se movimentado para manter o grupo governista unido e colocar o bloco fortalecido na rua, no ano que vem.

Depois de filiar Gilberto Costa e Luizinho Tortorello no PTB - até então potenciais dissidentes -, o chefe do Executivo amarrou outras duas lideranças ontem: o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade, Aparecido Inácio da Silva, o Cidão (PDT), e o vereador Fábio Palácio (PR).

O pedetista sempre teve bom trânsito entre os petistas por causa do movimento sindical. E o republicano era cogitado como possível parceiro de Paulo Pinheiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;