Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Metalúrgicos e químicos decidem hoje


Tauna Martins
Do Diário do Grande ABC>

05/11/2010 | 06:57


Metalúrgicos de Santo André e Mauá e químicos da região decidem hoje os próximos passos das campanhas salariais deste ano, já que a data-base de ambos os setores é 1º de novembro.

Os trabalhadores de indústrias químicas votam, em assembleia, se aceitam a proposta patronal de reajuste salarial de 8% - anunciada na última rodada de negociação, dia 29.

Já os funcionários da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá decidem se entrarão em greve, caso a classe empresarial não encaminhe proposta até terça-feira (9), dia em que a Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo tem agendada rodada de negociação com a bancada patronal.

PROPOSTA
Além do reajuste de 8%, representantes da indústria química propuseram aos 38 mil trabalhadores da região aumento de 9,2% sobre o piso salarial atual, passando de R$ 815 para R$ 890. No caso da PLR (Participação nos Lucros e Resultados), o aumento será de 10% no valor mínimo, passando de R$ 600 para R$ 660. "Nossos militantes acreditam que a proposta é viável, e por isso, deve ser aprovada pelos companheiros", afirma o secretário-geral do sindicato regional dos químicos, Sidney Araújo dos Santos.


Em 2009, os químicos aprovaram um reajuste salarial de 6%. "Neste ano conseguimos um bom índice", observa o secretário-geral.

SEM ACORDO
Até o momento, os 24 mil metalúrgicos de ambas as cidades não receberam, da classe patronal, contrapropostas aos itens pautados na campanha salarial deste ano. "Estamos aguardando a reunião dos empresários com a federação. Caso nada seja apresentado, não restará outra alternativa senão parar as fábricas", conta o presidente da entidade sindical, Cícero Firmino, o Martinha.

A federação dos metalúrgicos aconselhou a base a não aceitar um reajuste salarial inferior a 9%. No ano passado, em meio à crise financeira, a categoria alcançou aumento salarial de 6,53%
EMAmbas as assembleias têm início às 18h de hoje, nas sedes dos sindicatos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;