Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Empresa da região amplia sede e investe R$ 1 mi


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

20/10/2008 | 07:04


Com tecnologia 100% nacional, a Misque Industrial é uma pequena empresa de São Bernardo que se mantém no mercado há oito anos desenvolvendo sistemas de reuso de água.

Hoje, o negócio está ampliando sua sede, com investimento em torno de R$ 1 milhão. Este ano, até o momento, o faturamento - não divulgado pela empresa - já cresceu 20% em relação a 2007. Para 2009, a expectativa é que aumente em 70%.

Segundo Alexandre Captian, proprietário da Misque, a perspectiva se calca em algumas mudanças ocorridas em 2008. Uma delas é que o empreendimento passou a participar de processos de licitação, o que aumenta significativamente suas oportunidades de crescimento.

Outra é o desenvolvimento de uma nova tecnologia, o reuso do chorume. A Misque está trabalhando em um equipamento que realiza o tratamento do líquido emitido pelo lixo. O objetivo é aproveitar mais um resíduo sólido que faz volume nos aterros sanitários e polui lençóis freáticos, transformando-o em água de reuso.

Um terceiro fator é que as empresas têm se atentado cada vez mais à responsabilidade sócio-ambiental, já que a água reutilizada pode ser empregada no acionamento de descargas, lavagem de áreas comuns e resfriamento de maquinário, evitando, assim, o consumo de água potável para executar essas funções.

De acordo com Captian, o grande diferencial de seu produto está na maneira em que a água de esgoto é recuperada. "O processo é feito por meio de reações químicas que removem a sujeira da água. Os demais sistemas do mercado são feitos por meio de reações biológicas, o que leva mais tempo para limpar a água", conta. "Além disso, gera um menor consumo de energia elétrica, quando comparado ao concorrente nacional".

Captian diz ainda que o equipamento é bastante compacto. "Para se ter uma idéia, ele cabe no 19º andar da sede do Citibank, na Avenida Paulista, em São Paulo". Quanto menor a área ocupada, afirma o empresário, mais fácil a sua comercialização. O negócio, que começou com o auxílio da incubadora, tem entre seus clientes ainda a multinacional Stolthaven, a MP1 - de motores a diesel - e a NMTV.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;