Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Loja vende celular consertado como novo


Vanessa Selicani
Especial para o Diário

11/08/2007 | 07:08


Geneci Ferreira Siqueira, 33 anos, da Capital, descobriu que seu celular supostamente novo da Motorola já havia sido consertado. O aparelho foi comprado em maio, na loja MD Telecom, que fica no corredor comercial do Carrefour Parque das Nações, em Santo André.

Há 15 dias, o telefone apresentou o primeiro defeito e foi levado à assistência técnica Cell Moto, em Santo André. Geneci ficou surpresa quando soube que aquela era a segunda vez que seu aparelho novo passava por ali, e agora com uma nota fiscal diferente. A bateria e a placa já tinham sido trocadas.

“Cheguei à conclusão de que fui enganada e que o celular era usado.” De volta à MD Telecom, a cliente ouviu que a loja não devolveria o dinheiro pago pelo celular. A alegação é que o produto havia sido comprado no cartão de crédito e, por isso, só a troca seria possível.

Ela entrou com um processo contra a empresa por perdas e danos morais e aguarda resposta.

Explicação - O dono da loja tem uma justificativa nada convincente para a passagem anterior do celular na assistência técnica. Douglas Tempel diz que a MD Telecom abre as caixas de todos os aparelhos “para verificar se não falta nada nem há defeitos”.

O celular de Geneci teria apresentado um problema e foi levado para o conserto. Depois de consertado, o aparelho foi vendido. “Porque arrumamos algum defeito, não quer dizer que seja usado”, diz.

Para o Procon-SP, o procedimento não é legal. “Só se pode abrir um produto na frente do consumidor”, alerta a técnica do Procon-SP, Márcia Christina Oliveira.

Empresas - O Carrefour diz que o departamento responsável pelas galerias interferiu junto a MD Telecom e a loja voltou atrás, se comprometendo a devolver o dinheiro.

A Motorola informa que todas as providências necessárias serão tomadas. A empresa se comprometeu a entrar em contato com a consumidora nos próximos dias.

A Cell Moto confirma ter recebido o celular duas vezes com notas diferentes e que a garantia não poderia ser mantida neste caso. “A MD Telecom deveria ter devolvido o celular com defeito, não consertado”, sustenta o proprietário da assistência, Eduardo Eloy. (Supervisão de Adriana Gomes )



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;