Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Descobertas grutas com inscriçoes 'excepcionais'


Do Diário do Grande ABC

29/05/2000 | 10:55


Inscriçoes pré-históricas consideradas ``excepcionais'' foram descobertas em duas grutas do departamento de Lot (sudoeste da França), informou a Direçao de Assuntos Cultuais desta regiao.

A existência dessas duas grutas, descobertas em 1998 e 1999, foi mantida em segredo desde entao. Em suas paredes existem duas séries de desenhos que representam animais e, principalmente, silhuetas de mulheres, precisou Jacques Jaubert, do serviço regional de arqueologia de Toulouse.

As inscriçoes datam do fim do período paleolítico superior (entre 13.000 e 11.500 anos antes de nossa era).

A primeira série foi descoberta em outubro de 1998 por um estudante de arqueologia em uma gruta de Pestillac, perto da localidade de Montcabrier, na regiao de Cahors (sudoeste).

A segunda foi localizada sete meses mais tarde, em março de 1999, por três arqueólogos independentes em uma gruta de Faycelles, nos arredores de Figeac.

A descoberta destes dois sítios foi mantida em segredo até que os arqueólogos pudessem autentificá-los e estudá-los calmamente. Por razoes de preservaçao, nenhuma das duas grutas será aberta ao público.

A gruta de Pestillac contém desenhos clássicos de cavalos, ursos, cabras e aves, de traço particularmente fino e preciso.

Mas o tesouro deste lugar sao as várias figuras femininas desenhadas de perfil, com seios e braços, mas sem cabeças ou pés.

``É muito raro encontrar este tipo de silhueta em paredes de grutas'', assinalou Jaubert.

A gruta de Faycelles tem, por sua parte, uma única figura feminina, muito parecida com a de Montcabrier, só que maior, com 20 centímetros de altura.

A originalidade deste sítio é o fato de conter um verdadeiro friso no qual se pode ver uma manada de 40 cavalos a galope, sobre uma linha que representa o solo, e um urso em fuga, uma imagem ``muito realista'', segundo o arqueólogo.

Jacques Jaubert e seus colegas do serviço regional de arqueologia estimam que essas inscriçoes estao vinculadas a ritos religiosos, mas muitos meses serao necessários para descobrir todos os mistérios destas obras de arte.

Os especialistas consideram que a descoberta destes sítios permitirá aprofundar os estudos sobre um período pouco conhecido, o magdaleniense, situado na fronteira entre o paleolítico e o neolítico.

Até o momento, as poucas as inscriçoes rupestres contemporâneas às recentemente descobertas foram localizadas na Alemanha, Tchecoslováquia e outras na França.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Descobertas grutas com inscriçoes 'excepcionais'

Do Diário do Grande ABC

29/05/2000 | 10:55


Inscriçoes pré-históricas consideradas ``excepcionais'' foram descobertas em duas grutas do departamento de Lot (sudoeste da França), informou a Direçao de Assuntos Cultuais desta regiao.

A existência dessas duas grutas, descobertas em 1998 e 1999, foi mantida em segredo desde entao. Em suas paredes existem duas séries de desenhos que representam animais e, principalmente, silhuetas de mulheres, precisou Jacques Jaubert, do serviço regional de arqueologia de Toulouse.

As inscriçoes datam do fim do período paleolítico superior (entre 13.000 e 11.500 anos antes de nossa era).

A primeira série foi descoberta em outubro de 1998 por um estudante de arqueologia em uma gruta de Pestillac, perto da localidade de Montcabrier, na regiao de Cahors (sudoeste).

A segunda foi localizada sete meses mais tarde, em março de 1999, por três arqueólogos independentes em uma gruta de Faycelles, nos arredores de Figeac.

A descoberta destes dois sítios foi mantida em segredo até que os arqueólogos pudessem autentificá-los e estudá-los calmamente. Por razoes de preservaçao, nenhuma das duas grutas será aberta ao público.

A gruta de Pestillac contém desenhos clássicos de cavalos, ursos, cabras e aves, de traço particularmente fino e preciso.

Mas o tesouro deste lugar sao as várias figuras femininas desenhadas de perfil, com seios e braços, mas sem cabeças ou pés.

``É muito raro encontrar este tipo de silhueta em paredes de grutas'', assinalou Jaubert.

A gruta de Faycelles tem, por sua parte, uma única figura feminina, muito parecida com a de Montcabrier, só que maior, com 20 centímetros de altura.

A originalidade deste sítio é o fato de conter um verdadeiro friso no qual se pode ver uma manada de 40 cavalos a galope, sobre uma linha que representa o solo, e um urso em fuga, uma imagem ``muito realista'', segundo o arqueólogo.

Jacques Jaubert e seus colegas do serviço regional de arqueologia estimam que essas inscriçoes estao vinculadas a ritos religiosos, mas muitos meses serao necessários para descobrir todos os mistérios destas obras de arte.

Os especialistas consideram que a descoberta destes sítios permitirá aprofundar os estudos sobre um período pouco conhecido, o magdaleniense, situado na fronteira entre o paleolítico e o neolítico.

Até o momento, as poucas as inscriçoes rupestres contemporâneas às recentemente descobertas foram localizadas na Alemanha, Tchecoslováquia e outras na França.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;