Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Dividindo o bolo


Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

01/05/2011 | 07:00


É só o dia do aniversário se aproximar que a gente começa a ficar muito ansioso, esperando que chegue logo. Afinal, a data especial, em que se pode reunir família e amigos, acontece apenas uma vez por ano. Em algumas casas essa expectativa não é de uma única pessoa, mas de duas ou até mais. É o que acontece com os trigêmeos Felipe, Gustavo e Bianca Brugin Sbrana, 5 anos, de Santo André.

Desde cedo os irmãos aprendem a dividir tudo, inclusive a festa de aniversário. Apesar de ser a mesma para os três, tem dois temas: um decidido por Felipe e Gustavo e o outro, por Bianca. Também tem bolos diferentes para os meninos e para a menina. "Eu escolho o meu tema e a mamãe faz", diz Bianca, que curte a Barbie. Para economizar, as lembrancinhas são iguais.

Os gêmeos Luís Filipe e Pedro Henrique Navarro de Antonio, 5, de Santo André, não brigam para decidir qual será a decoração da festa. Na realidade, Luís Filipe costuma dar a ideia e, após conversarem um pouquinho, o irmão concorda. Aliás, eles já definiram o tema do próximo aniversário: Scooby-Doo.

Cada um ganha seu bolo, mas geralmente escolhem o mesmo sabor. "É legal comer no mesmo prato", afirma Luís Filipe. O Parabéns também é cantado duas vezes.

Guilherme Monteiro, 10, não tem irmão que nasceu no mesmo dia. No entanto, compartilha a festa com o pai, pois ambos nasceram em outubro. "Escolho o tema e ele aceita. É legal dividir com uma pessoa que eu gosto muito", fala o garoto.

Apaixonado pelo Santos, o futebol está presente na decoração dos últimos aniversários. Guilherme também curte comemorá-los no clube. Assim, pode se divertir com os amigos jogando partidinhas na quadra.

 

Festa diferente

As princesas e Barbie ainda são escolhidas por grande parte das meninas como tema da decoração da festa de aniversário. Já os meninos, em geral, preferem os super-heróis e o time de futebol do coração.

No entanto, há quem inove. É o caso de Giovany Monteiro, 6 anos, de Santo André. Em fevereiro, ele teve uma comemoração superdiferente. "Falei para a mamãe que queria fazer uma festa do Justin Bieber." E deu certo!

Com a ajuda da mãe e do irmão, Giovany produziu o convite parecido com o crachá usado por pessoas que trabalham na produção de grandes shows. As músicas que tocaram no aniversário também foram selecionadas por ele. O menino garante que os convidados curtiram a festa.

Já assistiu aos filmes Indiana Jones e Star Wars? São bem antigos. Os gêmeos Luís Filipe e Pedro Henrique os conheceram por meio do videogame. Gostaram tanto que os longas foram temas das últimas duas festas dos irmãos.

 

Seja educado!

Não existe mico maior do que se comportar mal na festa de aniversário de outra pessoa. Por isso, todo convidado deve seguir regrinhas de boas maneiras. Uma das principais é não brigar; ninguém vai querer guardar péssimas recordações da comemoração.

Atacar o bolo antes da hora e assoprar a velinha sem o aniversariante pedir ajuda é falta de educação. Outra dica importante é não brincar com os presentes que o amigo ganhou. Lembre-se: você também receberá lembranças no dia do seu aniversário.

E o que fazer se não puder convidar todos os colegas para sua festa? A solução é simples. Os pais podem pedir autorização à escola para levar um bolinho, suco e brigadeiro para cantar Parabéns na sala. Certamente todos ficarão felizes.

 

Comemoração em outros países

Nem todas as festas de aniversário são celebradas como no Brasil. No Japão, por exemplo, além do dia do nascimento, acontece comemoração especial em 15 de novembro. Na data, meninos que completam 3 e 5 anos e meninas que fazem 3 e 7 anos (consideradas idades importantes) usam quimonos e são levados pelos pais aos templos para rezar e fazer pedidos.

Uma das principais guloseimas da festa japonesa não é o brigadeiro, mas o mandiu (doce de feijão). Nos Estados Unidos e Canadá o docinho inventado pelos brasileiros também não existe. Em geral, os aniversariantes desses países celebram mais um ano de vida em casa, onde são servidos hambúrguer, cachorro-quente ou pizza.

Em algumas nações da América Latina, como Argentina, México, Venezuela e Paraguai, os aniversários têm a tradicional piñata. Já ouviu falar? É um tipo de bexigona, com formato de boneco ou bicho, recheada principalmente com doces. Com os olhos vendados, o aniversariante tem de acertá-la com pedaço de madeira. Quando isso acontece, as guloseimas caem e os convidados disparam para pegá-las.

Já em parte da Europa - principalmente na Grécia, Rússia, Sérvia e Croácia - muitas pessoas comemoram o aniversário duas vezes por ano. Por causa da influência da Igreja Ortodoxa, alguns pais dão nomes de santos aos filhos. Assim, festeja-se o dia em que a pessoa nasceu e o dia do santo padroeiro. Dependendo da família, tem festa com direito a bolo, presentes e convidados nas duas datas.

 

Saiba mais

A palavra aniversário vem do latim anniversarius, que significa: aquilo que volta todos os anos. Não se sabe ao certo quando as pessoas começaram a comemorá-lo, mas os gregos já o celebravam há milhares de anos. Tinham hábito de fazer bolo redondo, simbolizando a lua cheia.

Acredita-se que o costume de assoprar velinhas também tenha começado com os gregos. Ainda hoje, muitas pessoas creem que podem realizar desejos se fizerem isso, desde que não revelem o que querem. No Brasil, os pedidos também são feitos na hora de cortar o bolo.

Hoje é seu desaniversário? A palavra estranha aparece na animação Alice no País das Maravilhas. O Chapeleiro Maluco e a Lebre explicam para a menina que naquele mundo comemora-se todos os dias do ano menos a data em que a pessoa fica mais velha.

 

Consultoria de Célia Leão, especialista em etiqueta



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dividindo o bolo

Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

01/05/2011 | 07:00


É só o dia do aniversário se aproximar que a gente começa a ficar muito ansioso, esperando que chegue logo. Afinal, a data especial, em que se pode reunir família e amigos, acontece apenas uma vez por ano. Em algumas casas essa expectativa não é de uma única pessoa, mas de duas ou até mais. É o que acontece com os trigêmeos Felipe, Gustavo e Bianca Brugin Sbrana, 5 anos, de Santo André.

Desde cedo os irmãos aprendem a dividir tudo, inclusive a festa de aniversário. Apesar de ser a mesma para os três, tem dois temas: um decidido por Felipe e Gustavo e o outro, por Bianca. Também tem bolos diferentes para os meninos e para a menina. "Eu escolho o meu tema e a mamãe faz", diz Bianca, que curte a Barbie. Para economizar, as lembrancinhas são iguais.

Os gêmeos Luís Filipe e Pedro Henrique Navarro de Antonio, 5, de Santo André, não brigam para decidir qual será a decoração da festa. Na realidade, Luís Filipe costuma dar a ideia e, após conversarem um pouquinho, o irmão concorda. Aliás, eles já definiram o tema do próximo aniversário: Scooby-Doo.

Cada um ganha seu bolo, mas geralmente escolhem o mesmo sabor. "É legal comer no mesmo prato", afirma Luís Filipe. O Parabéns também é cantado duas vezes.

Guilherme Monteiro, 10, não tem irmão que nasceu no mesmo dia. No entanto, compartilha a festa com o pai, pois ambos nasceram em outubro. "Escolho o tema e ele aceita. É legal dividir com uma pessoa que eu gosto muito", fala o garoto.

Apaixonado pelo Santos, o futebol está presente na decoração dos últimos aniversários. Guilherme também curte comemorá-los no clube. Assim, pode se divertir com os amigos jogando partidinhas na quadra.

 

Festa diferente

As princesas e Barbie ainda são escolhidas por grande parte das meninas como tema da decoração da festa de aniversário. Já os meninos, em geral, preferem os super-heróis e o time de futebol do coração.

No entanto, há quem inove. É o caso de Giovany Monteiro, 6 anos, de Santo André. Em fevereiro, ele teve uma comemoração superdiferente. "Falei para a mamãe que queria fazer uma festa do Justin Bieber." E deu certo!

Com a ajuda da mãe e do irmão, Giovany produziu o convite parecido com o crachá usado por pessoas que trabalham na produção de grandes shows. As músicas que tocaram no aniversário também foram selecionadas por ele. O menino garante que os convidados curtiram a festa.

Já assistiu aos filmes Indiana Jones e Star Wars? São bem antigos. Os gêmeos Luís Filipe e Pedro Henrique os conheceram por meio do videogame. Gostaram tanto que os longas foram temas das últimas duas festas dos irmãos.

 

Seja educado!

Não existe mico maior do que se comportar mal na festa de aniversário de outra pessoa. Por isso, todo convidado deve seguir regrinhas de boas maneiras. Uma das principais é não brigar; ninguém vai querer guardar péssimas recordações da comemoração.

Atacar o bolo antes da hora e assoprar a velinha sem o aniversariante pedir ajuda é falta de educação. Outra dica importante é não brincar com os presentes que o amigo ganhou. Lembre-se: você também receberá lembranças no dia do seu aniversário.

E o que fazer se não puder convidar todos os colegas para sua festa? A solução é simples. Os pais podem pedir autorização à escola para levar um bolinho, suco e brigadeiro para cantar Parabéns na sala. Certamente todos ficarão felizes.

 

Comemoração em outros países

Nem todas as festas de aniversário são celebradas como no Brasil. No Japão, por exemplo, além do dia do nascimento, acontece comemoração especial em 15 de novembro. Na data, meninos que completam 3 e 5 anos e meninas que fazem 3 e 7 anos (consideradas idades importantes) usam quimonos e são levados pelos pais aos templos para rezar e fazer pedidos.

Uma das principais guloseimas da festa japonesa não é o brigadeiro, mas o mandiu (doce de feijão). Nos Estados Unidos e Canadá o docinho inventado pelos brasileiros também não existe. Em geral, os aniversariantes desses países celebram mais um ano de vida em casa, onde são servidos hambúrguer, cachorro-quente ou pizza.

Em algumas nações da América Latina, como Argentina, México, Venezuela e Paraguai, os aniversários têm a tradicional piñata. Já ouviu falar? É um tipo de bexigona, com formato de boneco ou bicho, recheada principalmente com doces. Com os olhos vendados, o aniversariante tem de acertá-la com pedaço de madeira. Quando isso acontece, as guloseimas caem e os convidados disparam para pegá-las.

Já em parte da Europa - principalmente na Grécia, Rússia, Sérvia e Croácia - muitas pessoas comemoram o aniversário duas vezes por ano. Por causa da influência da Igreja Ortodoxa, alguns pais dão nomes de santos aos filhos. Assim, festeja-se o dia em que a pessoa nasceu e o dia do santo padroeiro. Dependendo da família, tem festa com direito a bolo, presentes e convidados nas duas datas.

 

Saiba mais

A palavra aniversário vem do latim anniversarius, que significa: aquilo que volta todos os anos. Não se sabe ao certo quando as pessoas começaram a comemorá-lo, mas os gregos já o celebravam há milhares de anos. Tinham hábito de fazer bolo redondo, simbolizando a lua cheia.

Acredita-se que o costume de assoprar velinhas também tenha começado com os gregos. Ainda hoje, muitas pessoas creem que podem realizar desejos se fizerem isso, desde que não revelem o que querem. No Brasil, os pedidos também são feitos na hora de cortar o bolo.

Hoje é seu desaniversário? A palavra estranha aparece na animação Alice no País das Maravilhas. O Chapeleiro Maluco e a Lebre explicam para a menina que naquele mundo comemora-se todos os dias do ano menos a data em que a pessoa fica mais velha.

 

Consultoria de Célia Leão, especialista em etiqueta

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;