Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Justiça interfere e vereador é afastado em Ilha Solteira


Do Diário do Grande ABC

29/06/1999 | 10:33


O vereador Severo Souza Filho (PPB), presidente da Câmara de Ilha Solteira, foi afastado do cargo na sessao de ontem. O afastamento de Souza Filho, acusado da contrataçao de serviços superfaturados, só foi possível após a interferência da juíza Teresa Cristina Cabral Santana. A juíza determinou, através de medida liminar, que o presidente da Câmara cumprisse o regimento interno, e colocasse em votaçao o pedido de instalaçao de uma Comissao Processante contra ele próprio.

Acusado de favorecer uma corretora de seguros na contrataçao de serviços considerados superfaturados, Souza Filho vinha se recusando, há duas semanas, colocar o requerimento feito por presidentes de diretórios municipais de partidos, para ser apreciado pelo plenário. Ele preferiu encaminhar o pedido de instalaçao da Comissao Processante para o advogado da câmara, que também está comprometido com a denúncia porque era presidente da comissao de licitaçao que escolheu a corretora de seguros contratada por Souza Filho.

Segunda à noite, os vereadores que defendiam a instalaçao da comissao conseguiram obter medida liminar em mandado de segurança exigindo o cumprimento do regimento interno. A juíza alegou que a demora em se respeitar a legislaçao acabaria causando "prejuízo à ordem jurídica estabelecida". Souza Filho abriu a sessao e presidiu os trabalhos até que todos os ofícios e correspondências fossem lidos pela secretaria, durante quase uma hora.

Dezenas de policiais civís, militares e municipais controlaram a entrada do público que ameaçava perder a paciência. Foi permitida a entrada de aproximadamente 200 pessoas. Do lado de fora, pouco mais de cem pessoas acompanharam a sessao pela rádio local e se manifestaram com gritos e palmas quando Souza Filho finalmente aceitou se afastar do cargo, chamando o vice presidente Vinícios Martins Nascimento (sem partido) para que ocupasse seu lugar.

Nascimento instalou a Comissao Processante e convocou o vereador suplente Paulo Botácio (PPB) para que assuma o lugar vago por até 90 dias, prazo que os vereadores terao para concluir os trabalhos e decidir se o presidente afastado deve ou nao perder o mandato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça interfere e vereador é afastado em Ilha Solteira

Do Diário do Grande ABC

29/06/1999 | 10:33


O vereador Severo Souza Filho (PPB), presidente da Câmara de Ilha Solteira, foi afastado do cargo na sessao de ontem. O afastamento de Souza Filho, acusado da contrataçao de serviços superfaturados, só foi possível após a interferência da juíza Teresa Cristina Cabral Santana. A juíza determinou, através de medida liminar, que o presidente da Câmara cumprisse o regimento interno, e colocasse em votaçao o pedido de instalaçao de uma Comissao Processante contra ele próprio.

Acusado de favorecer uma corretora de seguros na contrataçao de serviços considerados superfaturados, Souza Filho vinha se recusando, há duas semanas, colocar o requerimento feito por presidentes de diretórios municipais de partidos, para ser apreciado pelo plenário. Ele preferiu encaminhar o pedido de instalaçao da Comissao Processante para o advogado da câmara, que também está comprometido com a denúncia porque era presidente da comissao de licitaçao que escolheu a corretora de seguros contratada por Souza Filho.

Segunda à noite, os vereadores que defendiam a instalaçao da comissao conseguiram obter medida liminar em mandado de segurança exigindo o cumprimento do regimento interno. A juíza alegou que a demora em se respeitar a legislaçao acabaria causando "prejuízo à ordem jurídica estabelecida". Souza Filho abriu a sessao e presidiu os trabalhos até que todos os ofícios e correspondências fossem lidos pela secretaria, durante quase uma hora.

Dezenas de policiais civís, militares e municipais controlaram a entrada do público que ameaçava perder a paciência. Foi permitida a entrada de aproximadamente 200 pessoas. Do lado de fora, pouco mais de cem pessoas acompanharam a sessao pela rádio local e se manifestaram com gritos e palmas quando Souza Filho finalmente aceitou se afastar do cargo, chamando o vice presidente Vinícios Martins Nascimento (sem partido) para que ocupasse seu lugar.

Nascimento instalou a Comissao Processante e convocou o vereador suplente Paulo Botácio (PPB) para que assuma o lugar vago por até 90 dias, prazo que os vereadores terao para concluir os trabalhos e decidir se o presidente afastado deve ou nao perder o mandato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;