Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Réptil que se reproduz por clonagem é descoberto na Argentina


Da AFP

05/12/2005 | 16:43


Uma nova espécie de réptil, composta apenas por fêmeas que se reproduzem por um mecanismo de clonagem, foi descoberta na província argentina de Mendoza.
 
Segundo o Ricardo Juarez, biólogo do Museu de História Natural da cidade de San Rafael, "trata-se de um animal de origem híbrida, pois surge do cruzamento de duas espécies. Mas, ao contrário da mula (cruzamento entre o cavalo e o burro) que é infértil, essa espécie pode gerar descendentes". O animal foi descoberto em 2003.

O primeiro estudo sobre a espécie foi apresentado pela primeira vez no Sexto Congresso Argentino de Herpetologia, ocorrido entre 21 e 23 de novembro na cidade de Paraná, província de Entre Rios.

Segundo os pesquisadores, trata-se de uma espécie "única no mundo", que não tem reprodução sexual, mas "se multiplica por um sistema de partenogênese, ou seja, pela divisão do óvulo sem a penetração do espermatozóide".

"O óvulo se divide sozinho e as crias são geneticamente idênticas à mãe", explicou Juárez. O novo réptil é do tipo triplóide, "ou seja, tem três pares de cromossomos ao invés de dois, que é o mais comum", afirmou  Juarez.

"São organismos muito peculiares porque resolvem problemas biológicos de forma muito particular, como a hibridização, para deixar descendência fértil", disse o biólogo.

Para Juárez "esta descoberta é importantíssima porque são poucos os casos, fora das espécies comuns, que permitem a realização de testes genéticos e o levantamento de hipóteses com tantas particularidades".



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;