Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Estréia Tempestade de Gelo, um dos melhores filmes de Ang Lee


Do Diário do Grande ABC

03/06/1999 | 14:21


Demorou, mas Tempestade de Gelo chegou aos cinemas brasileiros. O filme que estréia nesta quinta na cidade é um dos melhores de Ang Lee, cineasta de Taiwan que sempre teve uma preferência especial pelo tema das transformaçoes da família chinesa tradicional. Nao só a chinesa: Ang Lee deu um grande salto ao filmar Razao e Sensibilidade na Inglaterra, baseado em Jane Austen. Dá outro salto, maior ainda, com Tempestade de Gelo que sintetiza a derrocada do império americano nos dramas de uma família que vive intensamente os anos 70.

Numa entrevista em maio de 1997, durante o Festival de Cannes, Ang Lee disse que o fato de morar em Taiwan nao o impedia de acompanhar o que ocorria nos Estados Unidos - a revoluçao sexual e o escândalo de Watergate. Fornecem o subtexto de Tempestade de Gelo. Ang Lee viu um clássico da época: Um Lance no Escuro, de Arthur Penn. É um filme sobre a quebra de confiança, reproduzindo, nas relaçoes de seus personagens, o clima de desconfiança que emanava da Casa Branca, naquele momento em que o presidente Richard Nixon era acuado por tentar obstruir a açao da Justiça.

Há um clima parecido em Tempestade de Gelo. Aparentemente, é a história de uma família que parece viver no melhor dos mundos. Mas é só aparência. O pai, a mae e o casal de filhos, interpretados por Kevin Kline, Joan Allen, Christina Ricci e Tobey Maguire, nao poderiam ser mais desajustados. Sao todos obcecados por sexo.

A mae tenta driblar sua falta de apetite sexual lendo Human Sexual Response. A filha descobre os jogos de seduçao e de sexo com os garotos da vizinhança e o filho conta a história. O pai é um tipo diferente, mas no fundo bastante aproximado, do patriarca conservador que Ang Lee mostrou em Pushing Hands, O Banquete de Casamento e Comer, Beber, Viver. O personagem de Kline faz o tipo responsável, preocupado com a família e nao apenas no sentido material. Na verdade, é um egoísta que resolve seus problemas com a mulher tendo um caso com a vizinha (Sigourney Weaver). Os conflitos para valer explodem durante uma festa em que os convivas resolvem fazer swing, trocando de parceiros. Sao solucionados num desfecho de arrepiar, quando ocorre a tempestade de gelo e uma tragédia reúne os sobreviventes que juntam seus cacos em torno de uma mesa.

Na entrevista, Ang Lee sintetizou o que, para ele, é o tema de Tempestade de Gelo: a perda da inocência de uma sociedade que faz uma representaçao idealizada e, portanto, falsa, de si mesma. Ele também tratou o presidente Nixon como uma espécie de pai violador dessa América traída que descobre os esqueletos no próprio armário. É um belo filme. Fica ainda melhor quando se sabe que aquele inverno rigoroso é totalmente artificial. Ang Lee filmou durante um verao particularmente quente. É próprio de um cineasta verdadeiramente competente e talentoso ser tao convincente na adversidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;