Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PTB indica aproximação com Claudinho da Geladeira


Felipe Siqueira
Especial para o Diário

28/03/2017 | 07:00


O presidente paulista do PTB, deputado estadual Campos Machado, afirmou ao Diário que mantém tratativas avançadas para filiar o coordenador da Macro PT ABC, Claudinho da Geladeira, nas fileiras do partido. “Estamos trazendo o Geladeira”, alegou. Prefeiturável ao Paço de Rio Grande da Serra em outubro, o petista, no entanto, evitou sacramentar seu futuro político.

Chamado de ‘xodó’ do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Claudinho minimizou a fala e pontuou que vem recebendo “vários convites de partidos” para concorrer no pleito do ano que vem.

“A ideia seria (sair com candidatura para deputado) a estadual, (mas) a proposta do momento é aguardar. A possibilidade (de ser postulante) em 2018 é muito grande”, avaliou Claudinho. “Estamos esperando o melhor momento para nos posicionarmos”, completou o petista.

Em outubro, Claudinho terminou a disputa na segunda colocação, com 8.166 votos – a quantidade representou 33,51% dos válidos, à época. O atual prefeito Gabriel Maranhão (PSDB) conseguiu 11.080 sufrágios – 45,47%. A cidade não tem segundo turno.

Depois do pleito, já era cogitada a saída de Claudinho do petismo com investidas do PTB. Na corrida eleitoral, inclusive, seu vice, Mauro da Autoescola, era petebista. Dando sinais de interesse em negociações, o petista ampliou o leque de alternativas. “(Eu recebi convites de) PPS, PTB, PDT e Pros. São muitos partidos (que têm me chamado)”. Candidatura em 2020 também não foi descartada.

O petista justificou que outro motivo que, por enquanto, ainda o segura na legenda é “assumir a Prefeitura de Rio Grande”. “(Maranhão) Só ganhou a eleição porque comprou votos”, discorreu Claudinho, sem mencionar o mérito da questão.

“O Ministério Público entrou com acusação e o prefeito perdeu. A juíza não sentenciou com inelegibilidade e com cassação (ao mandato), só deu multa. A Promotoria recorreu para a segunda instância. Estamos esperando o julgamento. A qualquer momento, a gente pode assumir a Prefeitura de Rio Grande”, vislumbrou o petista.

Segundo Claudinho, o atual momento é de esperar os acontecimentos antes de tomar qualquer decisão definitiva sobre a situação. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;