Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Universal leva 5 mil a novo templo


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

27/05/2005 | 08:13


O culto de inauguração do maior templo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) no Grande ABC reuniu cerca de 5 mil fiéis na tarde desta quinta em Santo André. Todos concentraram-se para ouvir e repetir - aos gritos - as palavras do bispo Sidnei Marques, apontado pelas pessoas presentes como o segundo mais importante do Estado. As denúncias de lavagem de dinheiro e remessas ilegais a paraísos fiscais, que atingem a alta cúpula da Universal, não têm fundamento para seguidores da igreja evangélica ouvidos nesta quinta pelo Diário.

\r\n

O fiel Silva, morador de Santo André, foi ao culto desta quinta acompanhado \r\nda nora Taís Novelli da Silva, 31 anos, da neta Laura, 1, e da sogra Iracema \r\nVentula, 74. Como a maioria do fiéis da Universal, a família paga 10% do salário \r\ncomo dízimo. "A gente não paga, e sim devolve o dinheiro que Deus nos dá", \r\ncorrige Silva.

\r\n

A Catedral da Fé de Santo André foi construída na avenida Santos Dumont, 105, \r\nno Centro, ao custo estimado de cerca de R$ 30 milhões. Pastores da nova igreja \r\ne a sede central da IURD, no bairro de Santo Amaro, na capital, negam-se a \r\nfornecer informações sobre a obra. "Os bispos estão de parabéns, mas acho que \r\nessa igreja merecia ser até maior", observa o fiel Joel Silva. Cerca de 200 \r\ncolaboradores passaram a madrugada e a manhã preparando a igreja para o culto, \r\ndo qual participaram.

\r\n

O culto - O bispo Sidnei Marques iniciou a celebração às 15h \r\nem ponto. De terno, caminhava de um lado para o outro no extenso palco, que \r\nocupa toda a parte ao fundo do templo, de 12 mil m2. Ele brada ao microfone: "Se \r\nexistir algum mal, vai sair. Peço ao espírito que causa depressão, insônia e \r\nleva ao consumo de drogas. Sai agora! Sai agora!" Enquanto Marques grita, os \r\nfiéis em pé erguem as mãos à cabeça e repetem sua palavras, com expressão de dor \r\ne concentração. Muitos ficaram em pé, já que o templo tem 3,6 mil assentos.

\r\n

A certa altura, o bispo clama por "pessoas com encosto" para a libertação. No \r\npalco, inicia-se uma sessão que lembra o exorcismo. "Livra este corpo", berra o \r\nbispo com a mão na cabeça da suposta mulher possuída, que responde com \r\ntremedeira no corpo e voz rouca: "Acabei com o casamento dela (refere-se a si \r\nprópria)...". A celebração foi encerrada por volta das 16h30. ",1]);//-->

"É pura calúnia. Sempre fazem denúncias contra a Universal e não conseguem provar nada. Tenho certeza de que (os líderes) não estão envolvidos", diz o técnico de manutenção Joel Antônio da Silva, 59 anos, sobre o escândalo financeiro publicado na revista IstoÉ da semana passada, que envolve o senador e bispo Marcelo Crivella (PL - Rio de Janeiro).

O fiel Silva, morador de Santo André, foi ao culto desta quinta acompanhado da nora Taís Novelli da Silva, 31 anos, da neta Laura, 1, e da sogra Iracema Ventula, 74. Como a maioria do fiéis da Universal, a família paga 10% do salário como dízimo. "A gente não paga, e sim devolve o dinheiro que Deus nos dá", corrige Silva.

A Catedral da Fé de Santo André foi construída na avenida Santos Dumont, 105, no Centro, ao custo estimado de cerca de R$ 30 milhões. Pastores da nova igreja e a sede central da IURD, no bairro de Santo Amaro, na capital, negam-se a fornecer informações sobre a obra. "Os bispos estão de parabéns, mas acho que essa igreja merecia ser até maior", observa o fiel Joel Silva. Cerca de 200 colaboradores passaram a madrugada e a manhã preparando a igreja para o culto, do qual participaram.

O culto - O bispo Sidnei Marques iniciou a celebração às 15h em ponto. De terno, caminhava de um lado para o outro no extenso palco, que ocupa toda a parte ao fundo do templo, de 12 mil m2. Ele brada ao microfone: "Se existir algum mal, vai sair. Peço ao espírito que causa depressão, insônia e leva ao consumo de drogas. Sai agora! Sai agora!" Enquanto Marques grita, os fiéis em pé erguem as mãos à cabeça e repetem sua palavras, com expressão de dor e concentração. Muitos ficaram em pé, já que o templo tem 3,6 mil assentos.

A certa altura, o bispo clama por "pessoas com encosto" para a libertação. No palco, inicia-se uma sessão que lembra o exorcismo. "Livra este corpo", berra o bispo com a mão na cabeça da suposta mulher possuída, que responde com tremedeira no corpo e voz rouca: "Acabei com o casamento dela (refere-se a si própria)...". A celebração foi encerrada por volta das 16h30.

\r\n

 

\r\n\r\n",0]);D(["ce"]);D(["ms","5d"]);//-->



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;