Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Padarias esperam pelo melhor Dia das Mães dos últimos anos


Márcia Pinna Raspanti
e Mariana Oliveira
Do Diário do Grande ABC

07/05/2005 | 14:19


Um dos melhores Dia das Mães dos últimos anos. Assim as confeitarias, padarias e docerias do Grande ABC esperam pelas resultados das vendas deste sábado e domingo. O otimismo que domina os empresários do setor faz com que surjam estimativas de crescimento de até 20% na comparação com a mesma data do ano passado – a data é considerada a segunda melhor do ano para o segmento, perdendo apenas para o Natal, segundo o Sipan (Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria de Santo André e Região).

A entidade, porém, não compartilha do otimismo dos empresários Excessivamente cautelosa, acredita em desempenho igual ao obtido em 2004, devido ao aumento dos preços de matérias-primas. Apesar disso, o presidente do Sipan, Antônio Carlos Henriques, diz que a data deve aquecer o mercado, pois o movimento será maior do que em um final de semana normal. "É uma tradição no Dia das Mães. As pessoas compram sobremesas antes de visitar as mães. O movimento aumenta até 30% em relação a um fim de semana comum."

Na Confeitaria Padoveze, em Santo André, a expectativa de vendas é positiva. A empresa registrou um aumento de 20% nas encomendas de sobremesas para o Dia das Mães. "As vendas costumam ser boas também no domingo, já que muita gente compra na última hora", diz um dos sócios, Efrem Padoveze. São esperados no domingo 700 consumidores de última hora.

A confeitaria também serve café da manhã nos finais de semana e o fluxo de pessoas costuma aumentar no Dia das Mães. "No ano passado, servimos 160 cafés da manhã e este ano esperamos receber 200 pessoas."

Na Padaria Vitória Régia, com unidade em São Bernardo e outra em Santo André, as encomendas aumentaram há dez dias. "Já sentimos aumento na procura em relação ao ano passado. Esperamos faturar, pelo menos, 10% mais do que em 2004", afirma o sócio-proprietário, Fortunato Queiroz. As vendas devem superar em 20% a comercialização de domingos comuns. "Contratamos equipe especializada para ajudar na produção."

Tradicional no ramo de confeitaria, a Padaria Brasileira – com duas lojas próprias em Santo André e uma em São Bernardo e mais nove franquias da Brasileira Express – já está preparada para o aumento na demanda de bolos e tortas, que deve triplicar em relação a um domingo comum. "Estamos comprando matérias-primas há três semanas e intensificamos o horário de produção. Pretendemos vender 5% mais de produtos do que no ano passado", diz a supervisora de marketing, Rosana Aparecida Oliveira Souza.

Matéria-prima – O presidente do Sipan, Antônio Carlos Henriques, avalia que as frutas estão entre os ingredientes que mais subiram de preço nos últimos dias e que influenciarão no lucro das confeitarias no Dia das Mães. "Não podemos repassar todos os custos para o produto final. As tortas de frutas são um dos itens mais procurados, mas nem todos podem produzir por causa do preço." Segundo ele, a alternativa dos empresários é apostar nos produtos mais simples. "Bolos secos, roscas e pães doces podem ser feitos com ingredientes menos perecíveis, o que diminui o risco de perdas."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Padarias esperam pelo melhor Dia das Mães dos últimos anos

Márcia Pinna Raspanti
e Mariana Oliveira
Do Diário do Grande ABC

07/05/2005 | 14:19


Um dos melhores Dia das Mães dos últimos anos. Assim as confeitarias, padarias e docerias do Grande ABC esperam pelas resultados das vendas deste sábado e domingo. O otimismo que domina os empresários do setor faz com que surjam estimativas de crescimento de até 20% na comparação com a mesma data do ano passado – a data é considerada a segunda melhor do ano para o segmento, perdendo apenas para o Natal, segundo o Sipan (Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria de Santo André e Região).

A entidade, porém, não compartilha do otimismo dos empresários Excessivamente cautelosa, acredita em desempenho igual ao obtido em 2004, devido ao aumento dos preços de matérias-primas. Apesar disso, o presidente do Sipan, Antônio Carlos Henriques, diz que a data deve aquecer o mercado, pois o movimento será maior do que em um final de semana normal. "É uma tradição no Dia das Mães. As pessoas compram sobremesas antes de visitar as mães. O movimento aumenta até 30% em relação a um fim de semana comum."

Na Confeitaria Padoveze, em Santo André, a expectativa de vendas é positiva. A empresa registrou um aumento de 20% nas encomendas de sobremesas para o Dia das Mães. "As vendas costumam ser boas também no domingo, já que muita gente compra na última hora", diz um dos sócios, Efrem Padoveze. São esperados no domingo 700 consumidores de última hora.

A confeitaria também serve café da manhã nos finais de semana e o fluxo de pessoas costuma aumentar no Dia das Mães. "No ano passado, servimos 160 cafés da manhã e este ano esperamos receber 200 pessoas."

Na Padaria Vitória Régia, com unidade em São Bernardo e outra em Santo André, as encomendas aumentaram há dez dias. "Já sentimos aumento na procura em relação ao ano passado. Esperamos faturar, pelo menos, 10% mais do que em 2004", afirma o sócio-proprietário, Fortunato Queiroz. As vendas devem superar em 20% a comercialização de domingos comuns. "Contratamos equipe especializada para ajudar na produção."

Tradicional no ramo de confeitaria, a Padaria Brasileira – com duas lojas próprias em Santo André e uma em São Bernardo e mais nove franquias da Brasileira Express – já está preparada para o aumento na demanda de bolos e tortas, que deve triplicar em relação a um domingo comum. "Estamos comprando matérias-primas há três semanas e intensificamos o horário de produção. Pretendemos vender 5% mais de produtos do que no ano passado", diz a supervisora de marketing, Rosana Aparecida Oliveira Souza.

Matéria-prima – O presidente do Sipan, Antônio Carlos Henriques, avalia que as frutas estão entre os ingredientes que mais subiram de preço nos últimos dias e que influenciarão no lucro das confeitarias no Dia das Mães. "Não podemos repassar todos os custos para o produto final. As tortas de frutas são um dos itens mais procurados, mas nem todos podem produzir por causa do preço." Segundo ele, a alternativa dos empresários é apostar nos produtos mais simples. "Bolos secos, roscas e pães doces podem ser feitos com ingredientes menos perecíveis, o que diminui o risco de perdas."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;